Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 06 > Limite para gastos libera mais recursos para a sociedade

Economia e Emprego

Limite para gastos libera mais recursos para a sociedade

Estabilização da economia

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que medida é estrutural e vai ajudar na reorganização da economia
por Portal Brasil publicado: 15/06/2016 14h52 última modificação: 15/06/2016 15h26
Beto Barata/PR Presidente em exercício e ministro da Fazenda durante reunião com líderes da base aliada da Câmara e do Senado

Presidente em exercício e ministro da Fazenda durante reunião com líderes da base aliada da Câmara e do Senado

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a proposta que cria um limite para a expansão de gastos vai tomar menos recursos da sociedade para pagar a dívida pública. Com isso, haverá mais dinheiro para as demandas do País.

A fala dele ocorreu após reunião entre o presidente em exercício, Michel Temer, a equipe econômica e líderes da base aliada no Congresso Nacional. Segundo Meirelles, com essa proposta aprovada benefício serão gerados para a sociedade.

“Vai gerar benefício, seja o ganho de confiança, aumento do investimento, do consumo e do emprego, seja pelas causas mais estruturais, com o governo tomando menos recursos da sociedade para pagar a dívida e, com isso, pagando menos juros”, argumentou.

Meirelles ainda ponderou que este não é um plano exclusivamente fiscal no sentido de que controlando os gastos públicos, ele influencia o funcionamento total da economia, em primeiro lugar, pelo aumento da confiança.

Emprego

“O consumidor que está em casa com medo de perder o emprego tem de votar a consumir normalmente, os bancos a emprestar normalmente e as empresas passarem a investir e, antes disso, voltar a empregar e restaurar a produção”, observou.

Segundo ele, o governo não irá parar nessa medida. “Existe uma série de outras medidas que virão exatamente para que se possa acelerar a retomada da atividade econômica”, afirmou. São ações de aumento de produtividade e do crescimento.

Ele não detalhou que propostas serão essas, mas afirmou que podem ser nas áreas de infraestrutura, de empresas e destinada para outros segmentos.

Continuidade

“Evidentemente que esse trabalho não termina hoje. Hoje se apresenta a parte mais importante. Evidentemente que existem trabalhos que continuam, como a reforma da previdência, que está sendo trabalhada por uma força tarefa”, ponderou.

Além de Meirelles, Dyogo Oliveira (Planejamento), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Geddel Vieira Lima (secretaria de Governo) também participaram do encontro, que contou com a presença de 32 parlamentares.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Fazenda.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Estabilização da economia_230_136

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Análise de carnes recolhidas não indica riscos à saúde humana
Ministério da Agricultura já recolheu 174 amostras de carnes nos 21 frigoríficos que estão sob investigação da Operação Carne Fraca. Nas análises feitas foram descartados riscos à saúde
Ministério da Agricultura já recolheu 174 amostras de carnes nos 21 frigoríficos que estão sob investigação da Operação Carne Fraca. Nas análises feitas foram descartados riscos à saúde
Análise de carnes recolhidas não indica riscos à saúde humana

Últimas imagens

Segundo Nogueira, reforma deve pacificar  relações trabalhistas
Segundo Nogueira, reforma deve pacificar relações trabalhistas
Arquivo/Agência Brasil
Ministério da Agricultura intensificou a fiscalização, mas não encontrou riscos à saúde dos consumidores
Ministério da Agricultura intensificou a fiscalização, mas não encontrou riscos à saúde dos consumidores
José Cruz/Agência Brasil
Indicador atinge maior nível em dois anos e registra queda no custo do setor
Indicador atinge maior nível em dois anos e registra queda no custo do setor
Tomaz Silva/Agência Brasil/
IRPF 2017 ..jpeg
Governo da BA

Governo digital