Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 07 > Caixa lança linhas de crédito para produtores rurais

Economia e Emprego

Caixa lança linhas de crédito para produtores rurais

Incentivo Agrícola

Banco pretende aumentar em 28% montante repassado para financiamento de agroindústrias, cooperativas e agricultores
por Portal Brasil publicado: 14/07/2016 19h15 última modificação: 15/07/2016 11h03

A Caixa Econômica Federal (CEF) liberou, nesta quinta-feira (14), a contratação de linhas de crédito para produtores rurais, agroindústrias e cooperativas para a safra 2016/2017.  

O banco pretende levar em 28% o saldo da sua carteira agrícola no período, saltando de R$ 7,8 bilhões para R$ 10 bilhões. Com isso, deve haver um aumento de 28% nas linhas de custeio, investimento e comercialização. 

Projeção

O agronegócio brasileiro deve colher mais de 200 milhões de toneladas de grãos nesta safra, frente a uma produção de 189 milhões no ciclo anterior, segundo dados da Conab.

“As expectativas são de crescimento de produção dos principais produtos, como milho, soja e arroz”, diz Márcio Vieira Recalde, superintendente nacional de Agronegócio da Caixa. “Além disso, o preço do café voltou a melhorar e o mercado sucroalcooleiro mostra sinais de recuperação. Tudo isso é muito bom para a economia.”

Pequenos produtores

Por conta desse mercado crescente, o banco aposta em segmentos como os de cooperativas e agroindústrias e na simplificação de processos. A Caixa também possui uma rede de 1,6 mil agências habilitadas a operar linhas de crédito rural em todo o País, localizadas nas capitais e cidades de interior com atuação no agronegócio.

“O produtor rural precisa plantar na data certa, o que exige agilidade do banco para auxiliá-lo com recursos para custear à produção. Temos um processo bastante simplificado e muito automatizado. Para valores de custeio agrícola de até R$ 500 mil, a aprovação do projeto se dá on-line na agência, em tempo real, se a documentação estiver em dia”, explica Recalde. É justamente nessa faixa que se concentra o maior volume de financiamentos. Em média, a Caixa tem emprestado R$ 300 mil por operação.

Novas regras

As novas regras do governo federal também devem impulsionar a demanda por crédito rural com recursos obrigatórios. O Plano Safra elevou os limites de contratação dos produtores de R$ 1,2 milhão por safra para um total de R$ 3 milhões, sendo que até R$ 1,8 milhão pode ser tomado no segundo semestre deste ano e o restante, no primeiro semestre de 2017. 

As taxas de juros de custeio agrícola e pecuário são de 9,5% ao ano. Para agricultores com faturamento bruto anual máximo de R$ 1,76 milhão, enquadrados no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), elas são de 8,5% ao ano. Já nas linhas de comercialização, as taxas variam de 9,5% (estocagem) a 11,25% (garantia de preço ao produtor).

Mais recursos
O Conselho Monetário Nacional determina que os bancos devem direcionar 34% dos recursos de depósitos à vista para o crédito rural. 

“Alcançamos o último degrau da exigibilidade de recursos obrigatórios e teremos que aplicar aproximadamente R$ 10 bilhões neste ano-safra”, explica Recalde. “Também vamos começar a atuar mais forte com recursos livres e no aumento da oferta das linhas de investimento do BNDES. Nosso objetivo é nos tornarmos o segundo maior aplicador do crédito rural no Brasil em 2022.”

Fonte: Portal Brasil, com informações da Caixa Econômica Federal 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa vai promover exportação de indústrias brasileiras
Indústrias de 18 estados interessadas em atuar no comércio exterior têm até 15 de setembro para se inscreverem no programa Rota Global. A iniciativa oferece consultoria gratuita para empresas de todos os portes e setores industriais se consolidarem ou começarem a operação no mercado internacional
Indústrias de 18 estados interessadas em atuar no comércio exterior têm até 15 de setembro para se inscreverem no programa Rota Global. A iniciativa oferece consultoria gratuita para empresas de todos os portes e setores industriais se consolidarem ou começarem a operação no mercado internacional
Programa vai promover exportação de indústrias brasileiras

Últimas imagens

Preço caiu nas principais centrais do País
Preço caiu nas principais centrais do País
Clauduardo Abade/Conab
Proposta não busca identificar os atuais estoques de moeda física de pessoas físicas e jurídicas
Proposta não busca identificar os atuais estoques de moeda física de pessoas físicas e jurídicas
Arquivo/Agência Brasil
Relatório da Anac acompanha as tarifas aéreas vendidas ao público adulto
Relatório da Anac acompanha as tarifas aéreas vendidas ao público adulto
Arquivo/Agência Brasil
O empregador deve depositar 8% do salário pago no mês anterior
O empregador deve depositar 8% do salário pago no mês anterior
Arquivo/ Agência Brasil
Demanda por crédito cresceu em agosto
Demanda por crédito cresceu em agosto
Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital