Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 07 > Entenda por que o governo estuda reduzir impostos do milho

Economia e Emprego

Entenda por que o governo estuda reduzir impostos do milho

Seu bolso

Insumo importante na ração animal, o milho tem influência sobre o preço da carne; governo estuda reduzir PIS/Cofins na importação
por Portal Brasil publicado: 22/07/2016 12h57 última modificação: 01/08/2016 19h18
Cleverson Beje/FAEP Governo avalia reduzir o PIS/Cofins na importação de milho depois de quebra de safra em algumas regiões

Governo avalia reduzir o PIS/Cofins na importação de milho depois de quebra de safra em algumas regiões

Para evitar uma alta no preço das carnes e garantir o equilíbrio dos produtores de proteína animal, o governo estuda zerar o PIS/Cofins do milho na importação. A medida visa garantir o abastecimento adequado do País depois de uma quebra de safra em algumas regiões.

Importante na culinária brasileira, o grão é usado em pratos como canjica, cuscuz, polenta, angu, mingau, bolo e pamonha. Também afeta a mesa e o bolso das famílias porque é o principal insumo das rações animais, o que tem relação direta com o preço da carne.

Em um curto período de tempo, em pouco mais de dois meses, o preço da saca mais que dobrou. Para os produtores de suínos, por exemplo, afetou o planejamento financeiro e de abates. Agora, o produto que eles colocam no mercado está com preço abaixo do custo de produção.

Segundo José João Bernardes, presidente da Associação dos Criadores do Mato Grosso (Acrimat), a alta do milho impacta o ciclo produtivo de suínos por deixar o produtor no prejuízo, em um primeiro momento ele vende a proteína a um valor abaixo do custo de produção.

Equilíbrio financeiro

“O produtor tem um tempo para assimilar esse prejuízo. Se esse processo demorar, ele vai descarar matriz e aumentar o preço para o consumidor”, explicou.

No caso do boi, ele relatou que se reduz os confinamentos e, em um período de seca, com pouco pasto, a produção de carne vermelha cai.

Com esse cenário, o governo estuda formas de equilibrar o mercado doméstico de milho. Uma alternativa estudada é zerar o PIS/Cofins na importação. Atualmente, há incidência de 1,65% de PIS e de 7,6% de Cofins na compra externa do produto.

O milho na vida do consumidor

Fonte: Portal Brasil, com informações da AcrimatMinistério da Agricultura e Ministério da Fazenda.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis

Últimas imagens

Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Valter Campanato/Agência Brasil
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Marcos Santos/USP Imagens
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Gleice Mere/MP
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Arquivo EBC

Governo digital