Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 07 > Entenda por que o governo estuda reduzir impostos do milho

Economia e Emprego

Entenda por que o governo estuda reduzir impostos do milho

Seu bolso

Insumo importante na ração animal, o milho tem influência sobre o preço da carne; governo estuda reduzir PIS/Cofins na importação
por Portal Brasil publicado: 22/07/2016 12h57 última modificação: 01/08/2016 19h18
Cleverson Beje/FAEP Governo avalia reduzir o PIS/Cofins na importação de milho depois de quebra de safra em algumas regiões

Governo avalia reduzir o PIS/Cofins na importação de milho depois de quebra de safra em algumas regiões

Para evitar uma alta no preço das carnes e garantir o equilíbrio dos produtores de proteína animal, o governo estuda zerar o PIS/Cofins do milho na importação. A medida visa garantir o abastecimento adequado do País depois de uma quebra de safra em algumas regiões.

Importante na culinária brasileira, o grão é usado em pratos como canjica, cuscuz, polenta, angu, mingau, bolo e pamonha. Também afeta a mesa e o bolso das famílias porque é o principal insumo das rações animais, o que tem relação direta com o preço da carne.

Em um curto período de tempo, em pouco mais de dois meses, o preço da saca mais que dobrou. Para os produtores de suínos, por exemplo, afetou o planejamento financeiro e de abates. Agora, o produto que eles colocam no mercado está com preço abaixo do custo de produção.

Segundo José João Bernardes, presidente da Associação dos Criadores do Mato Grosso (Acrimat), a alta do milho impacta o ciclo produtivo de suínos por deixar o produtor no prejuízo, em um primeiro momento ele vende a proteína a um valor abaixo do custo de produção.

Equilíbrio financeiro

“O produtor tem um tempo para assimilar esse prejuízo. Se esse processo demorar, ele vai descarar matriz e aumentar o preço para o consumidor”, explicou.

No caso do boi, ele relatou que se reduz os confinamentos e, em um período de seca, com pouco pasto, a produção de carne vermelha cai.

Com esse cenário, o governo estuda formas de equilibrar o mercado doméstico de milho. Uma alternativa estudada é zerar o PIS/Cofins na importação. Atualmente, há incidência de 1,65% de PIS e de 7,6% de Cofins na compra externa do produto.

O milho na vida do consumidor

Fonte: Portal Brasil, com informações da AcrimatMinistério da Agricultura e Ministério da Fazenda.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017

Últimas imagens

Segundo Meirelles, a economia do Brasil está reagindo e o País voltará a crescer de forma sustentável
Segundo Meirelles, a economia do Brasil está reagindo e o País voltará a crescer de forma sustentável
Gustavo Raniere/MF
Evidências de retomada nas regiões estão em linha com recuperação gradual da economia
Evidências de retomada nas regiões estão em linha com recuperação gradual da economia
Fernando Frazão/Agência Brasil
Medida aumenta subvenção ao seguro rural, o que facilita acesso à proteção
Medida aumenta subvenção ao seguro rural, o que facilita acesso à proteção
Pedro Ventura/Agência Brasília
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia

Governo digital