Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 08 > Depois de 28 meses, confiança do setor industrial chega a nível de otimismo

Economia e Emprego

Depois de 28 meses, confiança do setor industrial chega a nível de otimismo

Retomada da economia

Diante de expectativas de que a economia do País vai melhorar nos próximos meses, otimismo do empresário industrial aumenta
por Portal Brasil publicado: 16/08/2016 16h12 última modificação: 16/08/2016 17h18
Comunicação Volkswagen do Brasil Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) atingiu os 51,5 pontos

Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) atingiu os 51,5 pontos

Depois de 28 meses, os industriais cruzaram a linha que separa o pessimismo do otimismo. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) subiu 4,2 pontos na passagem de julho para agosto e alcançou 51,5 pontos.

Semelhante a um termômetro, quando esse indicador está acima dos 50 pontos, indica que os empresários estão confiantes; quando ele está abaixo, sugere pessimismo. Essa foi a primeira vez desde março de 2014  que o índice superou esse limite.

Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o movimento de recuperação teve início em abril e até agosto houve um ganho de 14,7 pontos. A entidade é a responsável pelo estudo, que foi divulgado nesta terça-feira (16).

Em agosto, os três segmentos avaliados pela pesquisa apresentaram avanço. A indústria extrativa subiu de 48 para 53,4 pontos; a de transformação passou de 48 para 51,8; e da construção de 44,4 para 49,6.

Expectativas para a economia

Essa pesquisa da CNI faz ainda duas avaliações: a primeira sobre a situação atual da economia e da empresa; a segunda sobre o futuro da economia e do companhia. Os números mais favoráveis foram influenciados principalmente pelas expectativas dos industriais em relação ao futuro.

Esse indicador subiu de 52,3 pontos para 56,2. A confiança de que a própria empresa terá desempenho melhor no futuro apresentou forte avanço no período ao subir de 54,8 para 58,2 pontos.

Confiança na recuperação

Os indicadores ainda mostram o empresariado confiante de que a economia vai voltar a crescer. Entre junho e agosto, essa percepção melhorou em cinco pontos ao subir de 47,3 para 52,3 pontos.

A percepção com a situação atual da economia também tem avançado rapidamente para a zona de confiança. De julho para agosto, aumentou de 33,5 pontos para 39,9 pontos. Em agosto do ano passado, estava em nível muito inferior, em 28,1 pontos.

Fonte: Portal Brasil, com informações da CNI

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa vai promover exportação de indústrias brasileiras
Indústrias de 18 estados interessadas em atuar no comércio exterior têm até 15 de setembro para se inscreverem no programa Rota Global. A iniciativa oferece consultoria gratuita para empresas de todos os portes e setores industriais se consolidarem ou começarem a operação no mercado internacional
Indústrias de 18 estados interessadas em atuar no comércio exterior têm até 15 de setembro para se inscreverem no programa Rota Global. A iniciativa oferece consultoria gratuita para empresas de todos os portes e setores industriais se consolidarem ou começarem a operação no mercado internacional
Programa vai promover exportação de indústrias brasileiras

Últimas imagens

Preço caiu nas principais centrais do País
Preço caiu nas principais centrais do País
Clauduardo Abade/Conab
Proposta não busca identificar os atuais estoques de moeda física de pessoas físicas e jurídicas
Proposta não busca identificar os atuais estoques de moeda física de pessoas físicas e jurídicas
Arquivo/Agência Brasil
Relatório da Anac acompanha as tarifas aéreas vendidas ao público adulto
Relatório da Anac acompanha as tarifas aéreas vendidas ao público adulto
Arquivo/Agência Brasil
O empregador deve depositar 8% do salário pago no mês anterior
O empregador deve depositar 8% do salário pago no mês anterior
Arquivo/ Agência Brasil
Demanda por crédito cresceu em agosto
Demanda por crédito cresceu em agosto
Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital