Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 08 > Investimentos avançam após dez trimestres em queda

Economia e Emprego

Investimentos avançam após dez trimestres em queda

PIB

Na comparação entre o primeiro e o segundo trimestre do ano houve um avanço de 0,4%. O número é parte do resultado do Produto Interno Bruto
publicado: 31/08/2016 12h53 última modificação: 31/08/2016 13h15
Foto: Arquivo/Agência Brasil Produção de bens de capital também tem influência sobre o resultado positivo dos investimentos

Produção de bens de capital também tem influência sobre o resultado positivo dos investimentos

Depois de dez trimestre em queda, os investimentos voltaram a crescer no Brasil. Na comparação entre o primeiro e o segundo trimestre do ano houve um avanço de 0,4%. O número é parte do resultado do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado nesta quarta-feira (31).

No resultado do PIB, os investimentos são chamados de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) – um indicador que é condição essencial para o Brasil voltar a crescer e a gerar emprego e renda.

Quando ele aumenta, significa que há mais confiança na economia, já que empresários só tiram projetos da gaveta quando realmente acreditam que o futuro será melhor que o presente.

A produção de bens de capital também tem influência sobre o resultado positivo dos investimentos. Apenas entre maio e junho houve um aumento de 1,1%. A fabricação desses itens aumenta quando há novos projetos saindo da gaveta.

Esses produtos são usados para fabricar outros, então eles significam aumento de produção no futuro.

Investimento e poupança

Com esse resultado da taxa de investimento no período, ela alcançou o equivalente a 16,8% do PIB. O governo, no entanto, quer elevar esse percentual e tem trabalhado para fazer os investimentos deslancharem. Não à toa, criou a Secretaria Executiva do Programa de Parcerias Público Privadas (PPI), que tem desenvolvido projetos para o Brasil.

Outro indicador que apresentou melhora importante foi a taxa de poupança bruta, que passou de 15,1% do PIB para 15,8%. Esse número é a soma da poupança das empresas, das famílias e do governo. A poupança é importante porque sem ela não existe investimento, para os projetos saírem do papel para gerar emprego e renda.

Confira comportamento do PIB por trimestre

Fonte: Portal Brasil, com informações do IBGE

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Segmento de transportes contribui para crescimento do setor de serviços
Setor de serviços cresceu 1% entre os meses de março e abril
Setor de serviços cresceu 1% entre os meses de março e abril
Segmento de transportes contribui para crescimento do setor de serviços

Últimas imagens

A perspectiva para os próximos meses é de que a demanda doméstica do setor de turismo continue crescendo
A perspectiva para os próximos meses é de que a demanda doméstica do setor de turismo continue crescendo
Arquivo EBC
Ministro José Múcio Monteiro afirmou que quadro é preocupante
Ministro José Múcio Monteiro afirmou que quadro é preocupante
José Cruz/Agência Brasil
Projeção do BC para a inflação de 2017 melhorou de 4% para 3,8%
Projeção do BC para a inflação de 2017 melhorou de 4% para 3,8%
Beto Nociti/BCB
Expectativa é retirar a vacina entre 2019 e 2023, quando o Brasil deverá ser reconhecido como livre da doença
Expectativa é retirar a vacina entre 2019 e 2023, quando o Brasil deverá ser reconhecido como livre da doença
Arquivo/Agência Brasil
Ministro e representantes de sindicatos em reunião nessa quarta-feira (21)
Ministro e representantes de sindicatos em reunião nessa quarta-feira (21)
Foto: Edu Andrade/Ministério do Trabalho

Governo digital