Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 10 > Confiança do consumidor alcança maior nível desde 2014

Economia e Emprego

Confiança do consumidor alcança maior nível desde 2014

FGV

Indicador alcançou os 82,4 pontos em outubro. Semelhante a um termômetro, quanto mais o índice cresce, maior o nível de otimismo
por Portal Brasil publicado: 26/10/2016 11h50 última modificação: 26/10/2016 13h30
Marcos Santos/USP Imagens Intenção de compras de bens duráveis subiu pelo quinto mês consecutivo e atingiu maior nível desde 2015

Intenção de compras de bens duráveis subiu pelo quinto mês consecutivo e atingiu maior nível desde 2015

Depois de seis altas consecutivas, o Índice de Confiança do Consumidor atingiu 82,4 pontos – o maior nível desde dezembro de 2014 (86,6 pontos). Os dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV) e foram divulgados nesta quarta-feira (26).

De acordo com a pesquisa, apenas entre setembro e outubro, o indicador subiu 1,8 ponto. Na comparação entre outubro e igual mês do ano passado, houve uma alta de 15,8 pontos.

Segundo a coordenadora da Sondagem do Consumidor, Viviane Seda Bittencourt, a recuperação da confiança continua a ser comandada pelas expectativas.

“Apesar de a tendência ainda declinante do mercado de trabalho, as perspectivas de desaceleração da inflação e de queda das taxas de juros parecem contribuir para previsões menos pessimistas em relação à evolução das finanças familiares e para as perspectivas de compras de duráveis no curto prazo”, afirmou.

Condições de consumo

A FGV informou, ainda, que em outubro houve ligeiro aumento da satisfação dos consumidores em relação à situação presente e o sexto avanço consecutivo dos indicadores que medem expectativas para os meses seguintes.

O indicador que mede a situação atual dos consumidores, um dos componentes do índice de confiança, avançou 0,8 ponto em outubro ao alcançar os 69 pontos. Um segundo componente do indiciador de confiança, o que mede as expectativas em relação ao futuro, subiu 2,5 pontos e atingiu 92,6 pontos.

A pesquisa ainda revela que houve melhora na intenção de compras de bens duráveis pelo quinto mês consecutivo, atingindo o maior nível desde março de 2015 (77,9 pontos). A pesquisa coletou informações em 2.045 domicílios entre os dias 1° e 22 de outubro.

Fonte: Portal Brasil, com informações da FGV

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis

Últimas imagens

Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Valter Campanato/Agência Brasil
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Marcos Santos/USP Imagens
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Gleice Mere/MP
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Arquivo EBC

Governo digital