Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 10 > Mercado financeiro vê inflação menor em 2016 e 2017

Economia e Emprego

Mercado financeiro vê inflação menor em 2016 e 2017

Boletim Focus

Previsões para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo melhoraram entre uma semana e outra. Para este ano, expectativa recuou para 6,89%
por Portal Brasil publicado: 24/10/2016 11h43 última modificação: 24/10/2016 13h43
Marcos Santos/USP Imagens Queda no preço de itens importantes, como feijão e leite, tem influenciado as projeções feitas pelos analistas

Queda no preço de itens importantes, como feijão e leite, tem influenciado as projeções feitas pelos analistas

O mercado financeiro está cada vez mais otimista com o custo de vida do brasileiro. Pela sexta semana consecutiva, melhorou as projeções para a inflação de 2016. Agora, a expectativa é de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) termine o ano em 6,89%. A previsão anterior estava em 7,01%.

Os dados são parte do Boletim Focus, uma publicação semanal que reúne as projeções de cerca de 100 analistas e economistas. O Banco Central, que compila esses dados, publica as informações toda segunda-feira.

Além das projeções para 2016, as expectativas para o próximo ano também estão mais favoráveis, passaram de 5,04% para 5% – esse foi o terceiro ajuste consecutivo para melhor. Parte dessa correção tem sido influenciada pela melhora de indicadores.

A prévia da inflação oficial, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15)  fechou outubro em 0,19%, a menor taxa para o mês desde 2009, quando bateu em 0,18%. Alimentação e bebidas, artigos de residência e despesas pessoais ficaram mais baratos no período e influenciaram o resultado.

Feijão fica mais barato

Itens que antes tinham se tornado um peso para o bolso dos brasileiros, agora começam a dar alívio, a exemplo do feijão-carioca, que caiu 6,17% segundo o IPCA-15 de outubro. O leite longa vida, que havia disparado no início do ano, caiu 8,49% neste mês.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Banco Central

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis

Últimas imagens

Criado na década de 1970, milhões de brasileiros poderão sacar antecipadamente valores que constam no fundo do PIS/Pasep antecipadamente
Criado na década de 1970, milhões de brasileiros poderão sacar antecipadamente valores que constam no fundo do PIS/Pasep antecipadamente
Agência Brasil/Arquivo
Medida que libera antecipadamente recursos do PIS/Pasep para idosos significa, na prática, mais dinheiro em circulação neste fim de ano
Medida que libera antecipadamente recursos do PIS/Pasep para idosos significa, na prática, mais dinheiro em circulação neste fim de ano
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Preço dos alimentos e artigos de residência contribuíram para o resultado do mês
Preço dos alimentos e artigos de residência contribuíram para o resultado do mês
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Quase R$ 4 bilhões serão disponibilizados nesta etapa
Quase R$ 4 bilhões serão disponibilizados nesta etapa
Arquivo/Agência Brasil
Brasileiros estão mais dispostos neste ano a consumir na Black Friday
Brasileiros estão mais dispostos neste ano a consumir na Black Friday
Rovena Rosa/Agência Brasil

Governo digital