Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 12 > Projeto da Caixa facilita a vida dos microeempreendedores individuais

Economia e Emprego

Projeto da Caixa facilita a vida dos microeempreendedores individuais

Pessoa jurídica

Os MEIs terão um pacote com máquina de cartão, antecipação de vendas e cheque especial, entre outros serviços
por Portal Brasil publicado: 13/12/2016 11h17 última modificação: 14/12/2016 10h46
Foto: Ana Nascimento/Caixa Clientes terão acesso a cursos de educação financeira à distância produzidos pela Caixa Crescer

Clientes terão acesso a cursos de educação financeira à distância produzidos pela Caixa Crescer

Um novo projeto da Caixa, batizado de Empreender Digital, promete facilitar a vida de mais de um milhão de clientes pessoa jurídica com faturamento de até R$ 60 mil anuais, que representam 44% da carteira de empresas do banco.

A ideia é oferecer ao microempreendedor individual (MEI) um pacote de serviços mais adequado, que inclui itens como maquininha de cartão, antecipação de vendas, cheque especial de curto prazo, capital de giro e microcrédito.

Esse pacote será oferecido por quase mil orientadores de crédito da Caixa Crescer, empresa de microcrédito e microfinanças da Caixa presente nas periferias de 49 cidades do País, que emprestou mais de R$ 1,4 bilhão a pessoas físicas em dois anos e meio.

“Com este novo canal, pretendemos atender melhor este público tão pulverizado”, explica Eugênia Regina de Melo, superintendente nacional de Estratégia para Micro e Pequeno Empreendedorismo da Caixa.

“Temos clientes que usam o cartão de crédito pessoal, por exemplo, porque têm dificuldade de ir à agência e pouca intimidade com os produtos financeiros.”

De porta em porta

No modelo da Caixa Crescer, vice-líder no ranking nacional de microcrédito, o vendedor não é um estranho, mas alguém inserido na comunidade em que atua.

“O cliente com faturamento até R$ 60 mil anuais costuma se sentir um pouco receoso em contratar serviços bancários. Identificamos que o segmento quer a Caixa ao seu lado dando suporte”, diz Eugênia.

Os orientadores visitam os empreendedores no seu local de trabalho, tiram dúvidas, digitalizam a documentação e preparam a proposta a ser enviada para uma centralizadora.

Além disso, os clientes terão acesso aos cursos de educação financeira a distância produzidos pela Caixa Crescer e serão capacitados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) .

A primeira experiência desse tipo começou este mês em Brasília. Ela envolve 60 orientadores e vai até o fim do ano. A meta é expandir nacionalmente o Empreender Digital em 2017, começando por Porto Alegre.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Caixa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017

Últimas imagens

Houve aumento nas exportações de manufaturados e produtos básicos
Houve aumento nas exportações de manufaturados e produtos básicos
Divulgação/ Governo da Bahia
Segundo Meirelles, a economia do Brasil está reagindo e o País voltará a crescer de forma sustentável
Segundo Meirelles, a economia do Brasil está reagindo e o País voltará a crescer de forma sustentável
Gustavo Raniere/MF
Evidências de retomada nas regiões estão em linha com recuperação gradual da economia
Evidências de retomada nas regiões estão em linha com recuperação gradual da economia
Fernando Frazão/Agência Brasil
Medida aumenta subvenção ao seguro rural, o que facilita acesso à proteção
Medida aumenta subvenção ao seguro rural, o que facilita acesso à proteção
Pedro Ventura/Agência Brasília
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia

Governo digital