Economia e Emprego

Recuperação da indústria

CNI: Confiança dos empresários começa o ano em alta

Com melhora das expectativas para o futuro, industrias se tornaram mais otimistas entre dezembro e janeiro
publicado: 18/01/2017 16h20, última modificação: 23/12/2017 11h01
CNI: Confiança dos empresários começa o ano em alta

Indicador de confiança de janeiro é 13,6 pontos maior que o registrado em igual mês de 2016 - Foto: José Paulo Lacerda/CNI

Os industriais começaram o ano com a confiança em alta. Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), de dezembro para janeiro, o indicador que mede o otimismo desses empresários subiu de 48 pontos para 50,1.

Essa alta colocou o índice acima da linha indiferença. Na prática, esse indicador é semelhante a um termômetro: quando ele está abaixo de 50 pontos, indica pessimismo; quando ele supera essa marca, representa otimismo.

O nível do indicador de confiança de janeiro foi ainda 13,6 pontos maior que o registrado em janeiro de 2016, quando estava em 36,5 pontos. Esse movimento de alta, de acordo com a CNI, deve-se a melhora das perspectivas dos empresários.

Para chegar ao número final do indicador de confiança, a CNI faz uma ponderações entre outros indicadores, o de expectativas, entre dezembro e janeiro, registrou crescimento de 3,1 pontos.

Expectativas para a indústria e para a economia

As expectativas com relação à economia brasileira, que eram pessimistas em dezembro, tornaram-se neutras; já as perspectivas com relação à empresa tornaram-se mais positivas, com avanço de 2,6 pontos.

Entre os segmentos industriais, a confiança cresceu em todos os ramos. Na construção, passou de 46,3 pontos para 48,2; na extrativa, de 49,7 para 50,9; e na de transformação foi de 48,3 para 50,6.

Fonte: Portal Brasil, com informações da CNI

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems