Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 01 > Parcela do seguro-desemprego sobe para R$ 1,6 mil

Economia e Emprego

Parcela do seguro-desemprego sobe para R$ 1,6 mil

Benefício

Valor é para demitidos sem justa causa, pescadores artesanais, resgatados em condições de escravidão e profissionais com contrato suspenso
por Portal Brasil publicado: 13/01/2017 18h44 última modificação: 16/01/2017 10h53

O Ministério do Trabalho anunciou nesta sexta-feira que o valor da maior parcela do seguro-desemprego teve uma elevação de R$ 101,48. Com isso, o novo valor passou para R$ 1.643,72 neste ano e começou a valer desde a última quarta-feira (11).

A correção dos valores pagos é válida para todos os trabalhadores desempregados sem justa causa, pescadores artesanais em período do defeso, trabalhadores resgatados em condições análogas a de escravo e profissionais com contratos de trabalho suspenso (Lay-off).

O cálculo do seguro-desemprego considera a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), calculado e divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A variação do INPC tem como base os 12 meses de 2016. 

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Trabalho 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa vai promover exportação de indústrias brasileiras
Indústrias de 18 estados interessadas em atuar no comércio exterior têm até 15 de setembro para se inscreverem no programa Rota Global. A iniciativa oferece consultoria gratuita para empresas de todos os portes e setores industriais se consolidarem ou começarem a operação no mercado internacional
Indústrias de 18 estados interessadas em atuar no comércio exterior têm até 15 de setembro para se inscreverem no programa Rota Global. A iniciativa oferece consultoria gratuita para empresas de todos os portes e setores industriais se consolidarem ou começarem a operação no mercado internacional
Programa vai promover exportação de indústrias brasileiras

Últimas imagens

No acumulado do ano, arrecadação dos valores administrados pela Receita somou R$ 837,872 bilhões
No acumulado do ano, arrecadação dos valores administrados pela Receita somou R$ 837,872 bilhões
Arquivo/Agência Brasil
Preço caiu nas principais centrais do País
Preço caiu nas principais centrais do País
Clauduardo Abade/Conab

Governo digital