Economia e Emprego

Benefício

Parcela do seguro-desemprego sobe para R$ 1,6 mil

Valor é para demitidos sem justa causa, pescadores artesanais, resgatados em condições de escravidão e profissionais com contrato suspenso
publicado: 13/01/2017 18h44, última modificação: 23/12/2017 10h33
Parcela do seguro-desemprego sobre para R$ 1,6 mil

Aumento teve como base variação do INPC de 2016 - Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Ministério do Trabalho anunciou nesta sexta-feira que o valor da maior parcela do seguro-desemprego teve uma elevação de R$ 101,48. Com isso, o novo valor passou para R$ 1.643,72 neste ano e começou a valer desde a última quarta-feira (11).

A correção dos valores pagos é válida para todos os trabalhadores desempregados sem justa causa, pescadores artesanais em período do defeso, trabalhadores resgatados em condições análogas a de escravo e profissionais com contratos de trabalho suspenso (Lay-off).

O cálculo do seguro-desemprego considera a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), calculado e divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A variação do INPC tem como base os 12 meses de 2016. 

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Trabalho 

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems