Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 05 > Teto dos gastos públicos cria condições para o Brasil crescer

Economia e Emprego

Teto dos gastos públicos cria condições para o Brasil crescer

#AgoraBrasil

Medida que limita o crescimento das despesas é essencial para reorganizar as contas públicas e reduzir incertezas
por Portal Brasil publicado: 11/05/2017 17h19 última modificação: 03/10/2017 11h26

Medida essencial para o ajuste das contas públicas no País, o teto dos gastos instituiu um novo regime fiscal ao ser aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro de 2016. Com ele, será possível reorganizar as finanças do Brasil e criar condições para investimentos e geração de emprego, elementos determinantes para a volta do crescimento.

A partir das novas regras, o País terá de gastar melhor o dinheiro dos impostos pagos pelos brasileiros. A partir de agora, o Orçamento poderá crescer apenas o equivalente à inflação do ano anterior. Isso significa que, se um gasto aumentar muito, será preciso cortar de outra área para manter as contas equilibradas.

Esse regime fiscal, que limita o crescimento das despesas públicas, vai durar pelos próximos 20 anos, com possibilidade de revisão em 10 anos. Um prazo como esse é importante por dar uma perspectiva de longo prazo ao País e aos seus parceiros, que investem e geram emprego no Brasil.

A criação do teto de gastos foi uma das primeiras ações do governo Michel Temer, que encontrou o País em situação de desequilíbrio fiscal. Essas dificuldades financeiras do setor público tinham responsabilidade na recessão que o País enfrentava.

Importância do teto dos gastos

Na prática, como as contas do governo estavam desequilibradas, era preciso tirar mais recursos da sociedade para se financiar. Isso levou a um aumento perigoso da dívida pública e a um aumento considerável do risco Brasil, que chegou a bater ao redor de 500 pontos no início do ano passado.

Agora, principalmente depois do teto dos gastos, o cenário mudou. O País começa a crescer novamente, reconquistou a confiança dos investidores, derrubou a inflação e dá os primeiros passos para voltar a gerar empregos.

[AGORABRASIL] O Brasil está mudando agora

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Fazenda

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis

Últimas imagens

Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Valter Campanato/Agência Brasil
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Marcos Santos/USP Imagens
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Gleice Mere/MP
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Arquivo EBC

Governo digital