Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 06 > Dia dos Namorados deve movimentar R$ 1,65 bi no comércio

Economia e Emprego

Dia dos Namorados deve movimentar R$ 1,65 bi no comércio

CNC

Vestuário deve concentrar a maior parte das vendas. Pelo menos R$ 564 milhões serão gastos em roupas e sapatos
por Portal Brasil publicado: 12/06/2017 13h48 última modificação: 03/10/2017 11h45
Tânia Rêgo/Agência Brasil Segundo a CNC, comércio vai apostar em promoções para atrair mais consumidores

Segundo a CNC, comércio vai apostar em promoções para atrair mais consumidores

Depois de dois anos em queda, as vendas do Dia dos Namorados deve voltar a crescer. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a expectativa é que R$ 1,65 bilhão seja movimentado no comércio. Caso esse número se confirme, será uma alta de 2,5% frente a 2016.

O segmento de vestuário deverá movimentar R$ 564 milhões, uma alta de 3,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Com esse desempenho, o ramo é o principal entre as vendas do período e representa 37% do total. As lojas especializadas em itens de informática e comunicação também devem se destacar, com previsão de alta de 11,5% na comparação com 2016.

“Parte da retomada de fôlego nesses segmentos pode ser atribuída à combinação entre a queda da taxa de juros e a ampliação dos prazos médios nas operações de crédito voltadas para pessoas físicas, como apontou levantamento recente do Banco Central”, explicou o economista da CNC Fabio Bentes.

Preços baixos

A CNC informou que além da queda nas prestações e das melhores condições de crédito, o comportamento dos preços também deverá cumprir papel decisivo na reativação das vendas. A cesta dos 25 bens e serviços mais demandados pelos consumidores nessa época do ano registrou a menor inflação em dez anos.

E nota, a entidade avaliou que na tentativa de atrair o consumidor, o varejo continuará investindo em liquidações, oferecendo linhas de produtos a preços mais atraentes, especialmente nos ramos de vestuário e itens de telefonia.

Fonte: Portal Brasil, com informações da CNC

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil