Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 06 > IGP-DI registra queda de 0,51% no mês de maio

Economia e Emprego

IGP-DI registra queda de 0,51% no mês de maio

FGV

Índice é usado como referência para correções de preços e valores contratuais
por Portal Brasil publicado: 07/06/2017 11h02 última modificação: 07/06/2017 13h58

A Fundação Getulio Vargas divulgou, nesta quarta-feira (7), o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI). Segundo dados da FGV, o indicador usado como referência para correções de preços e valores contratuais registrou queda de 0,51% no mês de maio.

Em abril, porém, o IGP-DI teve decréscimo mais acentuado, de 1,24%. O resultado também revela que o índice acumulou uma redução de 1,63% no ano e avanço de 1,07% em 12 meses.

A FGV informou, ainda, os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que representa o atacado, teve queda de 1,10% em maio, após um recuo de 1,96% em abril. Já o Índice de Preços ao Consumidor, que apura a evolução de preços no varejo, teve aumento de 0,52%, ante um crescimento de 0,12% em abril. E o Índice Nacional de Custo da Construção também registrou inflação em maio: 0,63%. Em abril, tinha sido anotada deflação de 0,02%.

O período de coleta de preços para o IGP-DI de maio foi do dia 1º ao dia 31 do mês.

Fonte: Portal Brasil, com informações da FGV

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Contratações com jornadas imprevisíveis são formalizadas
A modernização trabalhista trouxe benefícios para diferentes tipos de contratação como o trabalho intermitente, comum no mercado de eventos
A modernização trabalhista trouxe benefícios para diferentes tipos de contratação como o trabalho intermitente, comum no mercado de eventos
Contratações com jornadas imprevisíveis são formalizadas

Últimas imagens

Para secretário, reforma da Previdência não pode ser adiada
Para secretário, reforma da Previdência não pode ser adiada
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Em novembro, 51% dos brasileiros que iriam viajar pretendiam fazê-lo de avião
Em novembro, 51% dos brasileiros que iriam viajar pretendiam fazê-lo de avião
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital