Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 06 > IGP-DI registra queda de 0,51% no mês de maio

Economia e Emprego

IGP-DI registra queda de 0,51% no mês de maio

FGV

Índice é usado como referência para correções de preços e valores contratuais
por Portal Brasil publicado: 07/06/2017 11h02 última modificação: 07/06/2017 13h58

A Fundação Getulio Vargas divulgou, nesta quarta-feira (7), o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI). Segundo dados da FGV, o indicador usado como referência para correções de preços e valores contratuais registrou queda de 0,51% no mês de maio.

Em abril, porém, o IGP-DI teve decréscimo mais acentuado, de 1,24%. O resultado também revela que o índice acumulou uma redução de 1,63% no ano e avanço de 1,07% em 12 meses.

A FGV informou, ainda, os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que representa o atacado, teve queda de 1,10% em maio, após um recuo de 1,96% em abril. Já o Índice de Preços ao Consumidor, que apura a evolução de preços no varejo, teve aumento de 0,52%, ante um crescimento de 0,12% em abril. E o Índice Nacional de Custo da Construção também registrou inflação em maio: 0,63%. Em abril, tinha sido anotada deflação de 0,02%.

O período de coleta de preços para o IGP-DI de maio foi do dia 1º ao dia 31 do mês.

Fonte: Portal Brasil, com informações da FGV

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Inflação acumulada é a mais baixa em 19 anos
Resultado é reflexo principalmente da queda no preço dos alimentos
Resultado é reflexo principalmente da queda no preço dos alimentos
Inflação acumulada é a mais baixa em 19 anos

Últimas imagens

Principal destino das exportações do agronegócio brasileiro foi a China
Principal destino das exportações do agronegócio brasileiro foi a China
Reprodução/Rede Minas de Televisão
Com a documentação que comprove o óbito e o vínculo com o falecido, não é necessário seguir o calendário de saque
Com a documentação que comprove o óbito e o vínculo com o falecido, não é necessário seguir o calendário de saque
Foto: Rodrigo de Oliveira/Caixa
Total de R$ 3 bilhões irá para 2.420.458 contribuintes
Total de R$ 3 bilhões irá para 2.420.458 contribuintes
Arquivo/ EBC

Governo digital