Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 06 > IPC-S desacelera na primeira prévia de junho, diz FGV

Economia e Emprego

IPC-S desacelera na primeira prévia de junho, diz FGV

Preços

Cinco das oito classes de despesas do índice apresentaram queda nas taxas de variação
por Portal Brasil publicado: 08/06/2017 16h22 última modificação: 08/06/2017 17h04

A inflação medida pelo Índice de Preço ao Consumidor  Semanal (IPC-S) desacelerou e ficou em 0,39% entre a quarta quadrissemana de maio e a primeira de junho, o que representa uma queda de 0,13 ponto percentual em relação à taxa registrada na última divulgação.

Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), cinco das oito classes de despesas do índice apresentaram queda nas taxas
de variação. A maior contribuição partiu do grupo Habitação, que passou de 1,71% para 1,20%. A tarifa da eletricidade residencial, cuja taxa passou de 10,88% para 6,80%, contribuiu para o resultado apurado nesse item. 

Também registraram queda os grupos: Transportes (0,08% para 0,01%), Vestuário (0,70% para 0,56%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,75% para 0,73%) e Alimentação (-0,26% para -0,27%).

Nesses grupos, o que contribuiu para a queda foi a variação no preço dos seguintes itens: gasolina (0,01% para -0,39%), roupas (0,93% para 0,41%), medicamentos em geral (1,06% para 0,72%) e hortaliças e legumes (-2,49% para -3,58%), respectivamente.

Por outro lado, os grupos: Educação, Leitura e Recreação (-0,08% para 0,15%), Despesas Diversas (0,48% para 0,53%) e Comunicação (0,28% para 0,30%) apresentaram acréscimo nas taxas de variação. Os responsáveis por esses resultados foram, respectivamente, o aumento da passagem aérea (-9,57% para 1,81%), da tarifa postal (6,32% para 8,24%) e da tarifa de telefone móvel (0,32% para 0,43%). 

Fonte: Portal Brasil, com informações da FGV 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

registrado em: , ,
Assunto(s): Economia, Alimento, Habitação