Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 07 > Saque das contas inativas gera efeitos positivos na economia

Economia e Emprego

Saque das contas inativas gera efeitos positivos na economia

FGTS

Segundo estudo do Ministério do Planejamento, uso dos recursos reduziu dívidas e aumentou consumo no País
por Portal Brasil publicado: 17/07/2017 19h02 última modificação: 18/07/2017 18h08
Tomaz Silva/Agência Brasil Após a medida, indicadores apontam para maior dinamismo na economia

Após a medida, indicadores apontam para maior dinamismo na economia

Com o saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o brasileiro conseguiu reduzir a inadimplência e voltar a consumir após dois anos de recessão. Essa é avaliação de estudo divulgado nesta segunda-feira (17) pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

“Nota-se aumento das vendas de varejo, em especial de supermercados, celulares e automóveis [...] redução do uso de cheque especial e cartão de crédito e aumento do financiamento de veículos. Houve redução da inadimplência, do endividamento e do comprometimento de renda, além de aumento da confiança do consumidor e do comércio”, afirma o estudo.

De acordo com o Ministério do Planejamento, foram sacados  R$ 41,8 bilhões de 24,8 milhões de contas inativas do FGTS desde o início da medida, em março. No total, o volume de saques poderá chegar a R$ 43,6 bilhões. 

Endividamento

Com base em dados oriundos do Banco Central, o estudo ressalta que houve uma redução de 23,4% para 23,2% no endividamento das famílias após o início dos saques das contas inativas. Ao mesmo tempo,  foi registrada uma redução de 4,5% no uso do cheque especial em abril, além de uma queda de 15,7% para 5,7% no uso do cartão de crédito.

De acordo com pesquisa da SPC Brasil, presente no relatório, 35% dos recursos sacados do FGTS foram usado para o pagamento de dívidas.

Consumo

Embora muitos estejam usando recursos das contas inativas para reduzir o endividamento, o Ministério do Planejamento aponta que a medida também gerou efeitos positivos no consumo.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também apontam, segundo o estudo, uma retomada do setor do varejo diante da liberação desses recursos. O volume de vendas de supermercados, além do aumento na venda de celulares e veículos, também sinaliza maior dinamismo na economia com a entrada desses recursos na economia.

Como exemplo da efetividade na medida, o estudo mostra que, apenas no mês de abril, as vendas de supermercado cresceram 6,3% em termos anuais. Na época, foram liberados R$ 10,7 bilhões das contas do FGTS.

Efeitos positivos no saque das contas inativas

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Planejamento

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia

Últimas imagens

Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Marcos Santos/USP Imagens
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Ministério da Fazenda
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Gustavo Raniere/Min. Fazenda
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arquivo EBC

Governo digital