Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 10 > PIS/Pasep: 1,46 milhão de trabalhadores ainda não sacaram abono de 2015

Economia e Emprego

PIS/Pasep: 1,46 milhão de trabalhadores ainda não sacaram abono de 2015

Abono salarial

Para verificar quem tem direito, é necessário ter em mãos o número do PIS ou do CPF e informar a data de nascimento no site do Ministério do Trabalho
publicado: 20/10/2017 18h57 última modificação: 23/10/2017 09h29

O Ministério do Trabalho informou, nesta sexta-feira (20), que aproximadamente 1,46 milhão de trabalhadores ainda não sacaram os mais de R$ 1 bilhão referentes ao abono salarial do PIS/Pasep de 2015. De acordo com a pasta, o prazo final para o saque dos valores é 28 de dezembro, e não haverá prorrogação.

Para verificar quem tem direito, é necessário ter em mãos o número do PIS ou do CPF e informar a data de nascimento no site do Ministério do Trabalho. Outra possibilidade para verificar se há recursos a serem retirados é procurar as agências bancárias da Caixa Econômica, caso o trabalhador for servidor público, ou do Banco do Brasil, caso trabalhe na iniciativa privada.

Segundo o chefe responsável pelo benefício no Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan, a lista com os nomes dos trabalhadores com direito ao abono e que ainda não sacaram os valores está disponibilizada no site da pasta.

Quem tem direito?

É necessário ter trabalhado formalmente por ao menos 30 dias em 2015 para receber o benefício com remuneração média de até dois salários mínimos. O trabalhador também precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelos menos cinco anos e ter os dados informados corretamente pelo empregador.

Neste ano, o valor que cada trabalhador tem para receber é calculado conforme a quantidade de meses trabalhados formalmente no ano de referência e pode variar de R$ 79 a R$ 937.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Trabalho

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil