Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 11 > Vendas do comércio têm melhor desempenho desde abril de 2014

Economia e Emprego

Vendas do comércio têm melhor desempenho desde abril de 2014

Consumo

Economia em retomada, queda da inflação e volta do emprego impulsionam vendas do comércio varejista. Frente a setembro do ano passado, avanço foi de 6,4%
publicado: 14/11/2017 18h03 última modificação: 14/11/2017 20h46

Com a queda da inflação, a redução dos juros e a volta do emprego, os consumidores voltaram às compras. Em setembro, as vendas do varejo cresceram 6,4% frente ao mesmo período ano passado – a taxa mais alta desde abril de 2014. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e foram divulgados nesta terça-feira (14).

Segundo a instituição, o comércio também apresentou bom desempenho em outros tipos de comparação. Frente a agosto, as vendas cresceram 0,5%; no terceiro trimestre do ano, o incremento foi de 0,1%; no acumulado do ano, a alta está em 1,3%.

Ramos do comércio que estão em alta

A instituição informou, ainda, que cinco das oito atividades pesquisadas registraram crescimento de vendas. A lista de áreas em alta começa com hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, com alta de 6,0%.

Esse ranking segue com móveis e eletrodomésticos (16,6%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (10,8%); tecidos, vestuário e calçados (11,7%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (8,3%).

Quando se avalia o comércio ampliado, que leva em conta mais dois grupos, também houve desempenho positivo. Veículos e partes e peças cresceram 10,8% e material de construção avançou 15,5%.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do IBGE

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil