Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2017 > 12 > Expectativa para o mercado de trabalho apresenta melhora, aponta FGV

Economia e Emprego

Expectativa para o mercado de trabalho apresenta melhora, aponta FGV

Emprego

Pesquisa divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que há mais otimismo com relação à retomada do emprego no curto prazo
publicado: 07/12/2017 11h39 última modificação: 07/12/2017 12h06

Diante da alta nas contratações dos últimos meses, empresários e consumidores estão mais otimistas com relação ao mercado de trabalho. De acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), entre novembro e outubro, o Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp) subiu 1 ponto e alcançou 103,9 pontos  o maior nível da série histórica, iniciada em 2008. Essa é terceira alta consecutiva no indicador, o que aponta para evolução do emprego no curto prazo..

Essa pesquisa, que funciona como um termômetro, faz uma medição em pontos, e quanto maior essa pontuação, mais forte a tendência de contratação no País.

“A elevação do indicador vem em linha com a expectativa de melhora do crescimento da economia brasileira em 2018. O crescimento ainda é fraco em 2017, mas as expectativas para 2018 são positivas”, afirmou o economista Fernando de Holanda Barbosa Filho, da FGV.

Melhora gradual

Com a retomada da economia brasileira no último ano, o mercado de trabalho vem apresentando melhoras em todos os meses. No mercado formal, o País já possui um saldo de 303,2 mil postos de trabalho criados em 2017.

Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)  somando empregos formais, informais, entre outras formas de geração de renda ,mais de 1,7 milhão de pessoas voltaram a trabalhar ao longo do período de um ano.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da FGV, Caged e IBGE

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

registrado em: , , ,
Assunto(s): Economia