Esporte

0x0

Botafogo se despede da Série A em empate amargo com Galo

Com jogadas fracas nos primeiros 45 minutos, times voltam mais ofensivos no segundo tempo mas também não marcam gols
publicado: 08/12/2014 14h28, última modificação: 23/12/2017 10h49
Botafogo se despede da Série A em empate amargo com Galo

Atlético-MG é o atual campeão da Copa do Brasil - Foto: Divulgação/EBC

O rebaixado Botafogo (RJ) se despediu de forma amarga da série A, nesse domingo (7), ao empatar em 0 a 0 contra o Atlético (MG) (campeão da Copa do Brasil e classificado para a Libertadores), em jogo realizado em Brasília.

As equipes fizeram partida fraca e o resultado espelhou a falta de objetividade das duas equipes já desinteressadas no Brasileirão.

Em clima de amistoso, o campeão da Copa do Brasil, Atlético (MG), e Botafogo fizeram uma primeira etapa morna com poucas chances de gol.

As melhores oportunidades foram criadas pelo time misto do Galo, que chegou bem apenas aos 3, aos 20 e aos 37 minutos. Ora por falhas na defesa da equipe carioca, ora por jogadas criadas pelas revelações Carlos e Dodô.

A equipe mineira comandou as ações e pouco foi ameaçado. “O Botafogo é um time desfigurado. O Galo conta com essas revelações que podem decidir a qualquer momento, com bom toque de bola”, comentou o narrador André Luiz Mendes, da Rádio Nacional.

Para o técnico Levir Culpi, do Atlético (MG), o primeiro tempo foi fraco. “Não gostei do jogo. Erramos muito nas finalizações. Precisamos melhorar no segundo tempo”, disse para a equipe de reportagem da rádio.

Segundo tempo

As equipes voltaram mais ofensivas na etapa final. Principalmente o Atlético, que conseguiu criar três chances para abrir o marcador, aos 6, 7 e 8 minutos. Primeiro com Marion (por fora), depois com Dodô e com Pierre, que pararam em boas defesas de Helton Leite.

Em seguida, o Botafogo equilibrou as ações e melhorou a marcação. O Galo não chegava perto da área adversária como antes, e a partida ficou truncada no meio de campo. A partir disso as equipes diminuíram o ritmo até o final do jogo.

Botafogo

Helton Leite; Régis, Dankler, André Bahia e Fabiano (Andreazzi); Marcelo Mattos, Airton e Gabriel; Murilo (Gegê), Yuri Mamute e Bruno Corrêa (Maykon)

Técnico: Vagner Mancini

Atlético-MG

Uilson; Alex Silva, Tiago, Réver (Jemerson) e Pedro Botelho; Pierre, Josué, Eduardo e Dodô; Marion e Carlos

Técnico: Levir Culpi

Fonte:
Agência Brasil

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems