Esporte

Toronto 2015

Brasil conquista 210 medalhas e segue na liderança do Parapan

O número já supera o desempenho do Brasil no Parapan de quatro anos atrás, em Guadalajara
publicado: 14/08/2015 15h41, última modificação: 23/12/2017 11h22
Brasil supera desempenho em Guadalajara e Rio com 210 medalhas no Parapan

Atletismo brasileiro já conquistou 62 medalhas em Toronto - Foto: Fernando Maia/MPIX/CPB

O Brasil chega às vésperas do encerramento do Parapan de Toronto como líder absoluto no quadro geral da competição. O Brasil fechou a quinta-feira (13) com 210 medalhas: 86 de ouro, 60 de prata e 64 de bronze. O número já supera o desempenho do Brasil no Parapan de quatro anos atrás, em Guadalajara. Nos Jogos do México, o Brasil somou 197 medalhas, com 81 ouros, 61 pratas e 55 bronzes.

A campanha se aproxima, também, da melhor marca quantitativa brasileira, obtida no Rio de Janeiro (RJ) em 2007. Lá, foram 228 medalhas, com 83 ouros, 68 pratas e 77 bronzes. Em medalhas de ouro, Toronto já representa o mais superlativo resultado brasileiro na história.

Boa parte das modalidades dá adeus a Toronto nesta sexta-feira (14), incluindo o atletismo e a natação, responsáveis pelo maior número de medalhas do País. Apenas futebol de 7, goalball e basquete terão as finais no sábado, dia da cerimônia de encerramento do torneio continental.

Tênis de mesa

Os mesatenistas brasileiros atingiram em Toronto a melhor campanha da história de um país em edições dos Jogos Parapan-Americanos. Nessa quinta, último dia da modalidade, foram mais três ouros e uma prata.

Assim, o Brasil terminou na liderança do quadro de medalhas da modalidade com um total de 31, sendo 15 de ouro, 10 de prata e seis de bronze. Os dez brasileiros medalhistas de ouro no individual garantiram vagas para os Jogos Paralímpicos Rio 2016.

Judô

Quatro judocas brasileiros conquistaram medalhas no segundo dia da modalidade em Toronto. Abner Nascimento foi campeão da categoria -73kg ao vencer o argentino Fabián Ramírez por ippon na decisão. Já Harlley Pereira faturou o bronze na -81kg, derrotando o rival norte-americano Adnan Gutic por ippon com apenas 11 segundos de luta.

Lúcia Teixeira (-57kg) e Victória Santos (-63kg) ficaram em primeiro e segundo lugar, respectivamente, mas as medalhas dessas categorias não contaram para o quadro geral do Parapan por não terem o número mínimo de atletas inscritas.

Futebol de 7

A seleção brasileira de futebol de 7 segue invencível nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto. Nesta quinta, foi a vez de os norte-americanos sofrerem uma goleada do Brasil, por 6 x 0. Com 28 gols marcados e nenhum sofrido até o momento, o país fará a grande final no sábado (15) contra a Argentina, às 12h (de Brasília).

Futebol de 5

O Brasil continua na  na modalidade que já lhe rendeu três títulos em Jogos Paralímpicos. Nesta quinta, a seleção derrotou o México por 4 x 0 e garantiu a vaga na decisão desta sexta, às 19h (de Brasília), contra os rivais argentinos. A disputa do bronze será entre colombianos e mexicanos.

Atletismo

Mais 14 medalhas para o Brasil foram conquistadas no atletismo nesta quinta, sendo quatro de ouro, seis de prata e quatro de bronze. Seis dos pódios foram faturados em provas de campo. Agora o país já tem 62 medalhas na modalidade, que segue em disputa nesta sexta-feira.

Natação

Os atletas ainda cairão na piscina nesta sexta-feira, mas, com os resultados de hoje, o Brasil já ultrapassou a campanha de Guadalajara-2011. Agora são 88 medalhas, sendo 30 de ouro, 24 de prata e 34 de bronze, contra as 85 conquistadas há quatro anos, no México. Nessa quinta-feira, os nadadores brasileiros disputaram 17 finais e subiram ao pódio 20 vezes.

Ciclismo de estrada

Lauro Chaman conquistou a terceira medalha em Toronto. Nesta quinta, o atleta ficou com o ouro na prova mista de contrarrelógio classe C1-5 do ciclismo de estrada. Também na disputa, o brasileiro Soelito Gohr terminou com a 12ª colocação.

Tênis em cadeira de rodas

As primeiras medalhas da modalidade para o Brasil chegaram nesta quinta-feira com as duplas. Na final feminina, ouro para Natália Mayara e Rejane Cândida, que derrotaram as atletas da Colômbia por 2 sets a 1 (2/6, 6/2 e 8/10). Na decisão masculina, Carlos Santos, o Jordan, e Daniel Rodrigues ficaram com a prata depois de perderem para a Argentina por 2 sets a 0 (6/2 e 6/2).

Vôlei sentado

Nas semifinais do vôlei sentado, o Brasil venceu tanto no feminino quanto no masculino. Os homens bateram a seleção da Colômbia por 3 sets a 0, com parciais de 25/9, 25/18 e 25/12, enquanto as mulheres derrotaram as canadenses, também por 3 sets a 0 (25/20, 25/11 e 25/12). 

 

Basquete em cadeira de rodas

A seleção feminina do Brasil foi derrotada pela norte-americana na noite desta quinta por 80 x 32, em partida válida pela semifinal da competição. Assim, as brasileiras vão brigar pelo bronze com a Argentina, nesta sexta. 

Rúgbi em cadeira de rodas

A seleção do Brasil foi derrotada pelo Canadá nesta quinta por 62 x 38. Assim, o país perdeu a chance de disputar a final da modalidade no Parapan e vai em busca do bronze nesta sexta, às 19h30 (horário de Brasília), contra a Colômbia. Os Estados Unidos brigam pelo título com os donos da casa.

Fonte:

Brasil 2016 com informações do Ministério do Esporte

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems