Esporte

Rio 2016

Fique por dentro dos segredos do nado sincronizado

As rotinas de treinamento chegam a 10 horas diárias durante seis dias por semana
publicado: 07/03/2016 13h00, última modificação: 23/12/2017 11h39
Nado sincronizado

O balé aquático guarda segredos decisivos para ganhar uma competição - Foto: Alex Ferro/Rio 2016

Piscina, música, elegância, movimentos leves. Quem acompanha a beleza das provas não consegue imaginar o quanto pode ser duro um treino de nado sincronizado. As árduas rotinas de treinamento, que chegam a 10 horas diárias durante seis dias por semana, com treinos específicos para a parte física e outros para a parte técnica.

"É um esporte em que você treina, treina, treina, mas nunca sai perfeito. A gente busca a perfeição, dedica-se a esse algo que falta", diz Gemma Mengual, espanhola medalhista de prata em Pequim 2008 e ouro nos duetos no Aquece Rio.

Cheio de minuciosidades, o nado sincronizado é um dos mais desgastantes esportes olímpicos. O Portal Rio 2016 revela curiosidades sobre o “balé aquático”. Confira abaixo:

1 – Maquiagem também é rendimento esportivo. E é à prova d'água. As atletas do nado sincronizado são avaliadas por uma banca de árbitros em uma série de quesitos, e um deles é a apresentação artística. "O sorriso, o cabelo, o maiô, o olhar para os árbitros. Tudo conta nota, inclusive a maquiagem", diz Nuria Deosdado, atleta do México, quinta colocada no Aquece Rio. 

Por isso, o cuidado é grande: tudo é à prova d'água para não borrar, e a dedicação para a maquiagem e a ornamentação é quase tão grande quanto a dos treinos. O tempo médio de preparação é de meia hora, mas algumas chegam a gastar uma hora para ficarem prontas para a competição.

"Primeiro fazemos o cabelo com a gelatina para prendê-lo e não cair no olho. Depois, ajeitamos as presilhas e, ao final, vem a maquiagem. Tudo inspirado no estilo do maiô", conta Nuria. No caso do dueto mexicano, elas mesmas fazem a maquiagem, mas tudo precisa ser validado pela técnica. "Se ela não gostar de algo, precisamos mudar", diz a atleta.

Sincronizado

2 – Tem música dentro da piscina. A música é a base de toda a apresentação. Sem o som, atletas ficam sem orientação para realizar os movimentos.

Se ficam por vários segundos debaixo d'água, como fazem para continuar ouvindo a música? Resposta simples: há caixas de som debaixo d'água. "É claro que embaixo d'água náo é como ouvir música com fones de ouvido. Às vezes, um barulho ou outro interfere, mas dá para ouvir bem", conta Margaux Chretien, medalhista de bronze nos duetos no Aquece Rio.

E é um esporte para homens e mulheres. "Sim, eles também fazem bonito, por que não?", resume Gemma Mengual. Esporte unicamente feminino até novembro de 2014, o nado sincronizado passou a incluir a prova de duetos mistos (um homem e uma mulher) nas principais competições da Federação Internacional de Natação (Fina) a partir de 2014 – mas a decisão ainda não vale para os Jogos Olímpicos, que conta somente com provas de duetos e equipes femininas.

Nado sincronizado

3 – As lágrimas não são de tristeza. Para alcançar a sincronia perfeita, não é só os ouvidos que precisam estar bem abertos debaixo d'água: os olhos também. E o tratamento da água das piscinas pode provocar lágrimas. Para proteger os olhos, as atletas usam óculos de natação durante os treinos, mas não na competição: o acessório retiraria pontos.

Algumas atletas utilizam lentes de contato, mesmo sem grau. "Mas são poucas as que usam, porque elas podem acabar caindo, e aí você se perde na apresentação", explica Nuria Diosdado.

4 – Atletas não têm ideia de quanto tempo ficam sem respirar. Apenas são quase unânimes quanto a uma das partes mais difíceis do esporte: a apneia. "Na verdade, nem sabemos quanto tempo, não cronometramos, mas por várias vezes uma mesma apresentação passamos de 20 a 25 segundos sem respirar", diz Gemma Mengual. "O coração vai de 80 pulsações por minuto a quase 200 em um segundo durante a coreografia", completa Ona Carbonell, que faz dueto com Gemma.

Nado sincronizado

Fonte: Portal Brasil, com informações do Brasil 2016

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems