Defesa e Segurança

Rio 2016

Governo vai liberar R$ 78 mi para segurança nos Jogos

O valor será utilizado para organização e apoio logístico às tropas federais que farão a segurança da Olimpíada e Paralimpíada
publicado: 12/07/2016 20h10, última modificação: 23/12/2017 10h49
Eliseu Padilha e Leonardo Picciani

Ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do Esporte, Leonardo Picciani, durante reunião de coordenação - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo federal disponibilizará R$ 78 milhões para serem investidos na segurança dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A liberação do recurso, solicitada pelo Ministério da Defesa, foi anunciada nesta terça-feira (12) após reunião ministerial no Palácio do Planalto para avaliar e acompanhar as ações voltadas aos Jogos.

O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, reforçou que entre as tarefas do Ministério da Defesa está parte do policiamento ostensivo nas vias e também o patrulhamento marítimo. 

“Evidentemente, isso requer recursos e, por isso, foi feita uma solicitação de espaço orçamentário junto ao Ministério do Planejamento para fazer frente a esses compromissos, mas é algo absolutamente dentro do previsto, então não haverá problema”, explicou Picciani. Ele lembrou ainda que toda a operação do governo federal para o evento estará em funcionamento completo a partir do dia 24 deste mês.

Acompanhamento semanal

Formado por nove ministérios de áreas ligadas à organização dos Jogos Olímpicos, o grupo de coordenação da Olimpíada se reunirá até o início dos Jogos, semanalmente, às terças, para fazer o acompanhamento das ações.

“A maioria das ações que eram necessárias para a Olimpíada já foi concluída e agora estamos na fase de ajustes finais. Foi justamente acerca desses ajustes que fizemos essa reunião hoje. É uma reunião de controle, de checagem das operações. Os ministérios trabalham integrados e em convergência”, disse Picciani.

Na reunião desta terça, também estiveram presentes Dyogo Oliveira, do Planejamento; Eliseu Padilha, da Casa Civil; Maurício Quintella, dos Transportes Portos e Aviação Civil; Alberto Alves, do Turismo, e Fernando Coelho, de Minas e Energia; além de representantes de órgãos da segurança, como Andrei Rodrigues, da Secretaria de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), do Ministério da Justiça.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Esporte

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems