Notícias

Tecnologia

Aplicativo reúne informações sobre saneamento básico de todo o Brasil

Atlas traz quadro dos municípios e prevê medidas a serem adotadas para garantir a melhoria dos serviços
publicado: 28/06/2018 16h17, última modificação: 28/06/2018 16h17
Aplicativo reúne informações sobre saneamento básico de todo o Brasil

Pelo aplicativo, é possível consultar o manancial que abastece o município - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A situação do tratamento dos esgotos e dos abastecimentos das cidades do Brasil pode ser conferida a partir de agora pelo celular ou tablet. A Agência Nacional de Águas (ANA) lançou o aplicativo Atlas Água e Esgoto, disponível para download gratuito na Play Store e na App Store. Por meio dele, é possível conferir, em detalhes, a situação do saneamento básico por município, estado e região. 

De acordo com o diretor de Planejamento de Recursos Hídricos da agência, Marcelo Cruz, a intenção é que, com o aplicativo, a sociedade tenha informações para reivindicar melhoras. "Além disso, o aplicativo tem um caráter educativo ao indicar os sistemas produtores e mananciais de abastecimento em cada município, já que provavelmente a maioria dos brasileiros não sabe de onde vem a água que consomem nas cidades”, avalia o diretor. As informações que estão disponíveis no Atlas são as seguintes:  

Esgotos 

Sobre os esgotos, o aplicativo mostra a carga gerada, coletada e tratada. O corpo d’água que recebe o remanescente da carga orgânica e sua capacidade de diluição. Também é possível conferir a população atendida pelos serviços e quanto o município precisa investir para universalizar e assegurar a adequada coleta e tratamento de esgotos em cada município até 2035.    

 

Abastecimento  

Em relação ao abastecimento, o Altas traz informações sobre o prestador do serviço, manancial de abastecimento do município e o sistema produtor de águaEle ainda informa se o manancial e o sistema produtor de águas são suficientes ou se o município precisa de uma alternativa para atender a população projetada até 2025.

Comunicação  

Por meio do aplicativo também será possível entrar em contato com a Agência Nacional de Águas para que os usuários relatem os problemas de suas cidades. 

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Agência Nacional de Águas