Saúde

Mutirão beneficia pacientes que necessitam de cirurgia ortopédica

publicado: 01/04/2013 17h21, última modificação: 23/12/2017 02h32

O objetivo é realizar nesta semana cerca de 40 cirurgias.  Os mutirões de quadril, coluna e de tumor já beneficiaram 165 pacientes

Nesta segunda-feira (1º), o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), iniciou o quarto mutirão de cirurgias que vai beneficiar cerca de 40 crianças e adolescentes que possuem diferentes tipos de doenças ortopédicas. A ação acontece até a próxima sexta-feira (5).

Neste mutirão, serão operados pacientes de 2 a 15 anos com doenças graves, como as que afetam o sistema neuromuscular, além de síndromes e diversas deformidades ortopédicas congênitas, como o pé torto.  “Esperamos dar mais agilidade ao atendimento e proporcionar um tratamento mais precoce aos nossos pacientes”, adianta o chefe do Centro Ortopédico Pediátrico do Into, Pedro Henrique Mendes.

Cirurgias

Em fevereiro, 107 pacientes que necessitavam de colocação de prótese no quadril foram beneficiados. No mesmo mês, o mutirão de coluna operou 30 pacientes com escoliose, a maioria adolescente. E em março, o instituto conseguiu zerar a fila de tumor ósseo com a realização de 28 cirurgias.

A iniciativa faz parte de um conjunto de medidas determinadas pelo Ministério da Saúde para ampliar a capacidade de atendimento do Into e reduzir o tempo de espera por cirurgias ortopédicas no Rio de Janeiro.

Dados 

Em dezembro de 2012, milhares de pessoas fizeram fila na porta do hospital para conseguir uma senha de atendimento. O Ministério da Saúde então mudou o esquema de atendimento que, desde janeiro, é feito somente pelo telefone (21) 2134-5000.

A área ambulatorial do Into conta com 60 salas de atendimentos para todas as especialidades ortopédicas. São feitas cerca de 300 mil consultas por ano, segundo o instituto. 

Fonte:

Ministério da Saúde
Portal Brasil