Saúde

Fiscalização

Vigilância sanitária suspende propaganda irregular de alimentos na internet

Anúncios de duas empresas atribuíram propriedades terapêuticas não autorizadas a produtos
publicado: 09/09/2016 18h05, última modificação: 23/12/2017 10h29
Vigilância sanitária suspende propaganda irregular de alimentos na internet

Ambas resoluções foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (9) - Foto: Foto: Divulgação/Agência Brasil

Está suspensa a publicidade de efeitos terapêuticos dos produtos da marca Essential, comercializados pela empresa INP Indústria de Alimentos Eireli ME. A decisão foi publicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por meio da portaria Nº 2.414, no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (9).

Os itens, divulgados no site essencialnutrition.com.br, atribuíam propriedades de saúde ou funcionais não autorizadas.

A agência também determinou a suspensão de divulgação de produtos da empresa Ruri Karauchi Okamoto ME, divulgados no site okamotoalimentos.com.br, por propaganda irregular. A ação tem como base a resolução Nº 2.416, que também foi publicada no DOU desta sexta-feira (9).

Fonte: Portal Brasil, com informações da Anvisa

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems