Segurança e Defesa

Apoio

Militares brasileiros prestam ajuda humanitária no Equador

A equipe deverá ficar no país por nove dias, fazendo o transporte do material que chega a Quito à cidade de Manta, uma das mais afetadas pelo tremor
publicado: 25/04/2016 18h00, última modificação: 23/12/2017 11h12
Aeronave abastecida

A missão está sob responsabilidade do Esquadrão Arara - Foto: Ministério da Defesa

Equipe com dez militares da Força Aérea Brasileira (FAB) já está no Equador, prestando ajuda humanitária às vitimas do terremoto que atingiu o país em 16 de abril. Aeronave C-105 Amazonas decolou no sábado (23) rumo a Quito, levando uma carga de 1,5 tonelada de donativos voltados à saúde da população, como medicamentos e material de consumo hospitalar, além de vacinas. A missão está sob responsabilidade do Esquadrão Arara, informa o Ministério da Defesa.

"Nossos militares ficarão à disposição do adido militar no Equador, ajudando no que for necessário", afirmou o oficial de operações do Esquadrão Arara, major Cláudio Paradelo Peixoto. A equipe deverá ficar no país por nove dias, fazendo o transporte do material que chega a Quito à cidade de Manta, uma das mais afetadas pelo tremor. 

O responsável pela missão, coronel Alexandre Moutta da Silva, destaca que os militares recebem preparação não apenas para a guerra, mas também para prestar apoio a catástrofes. "A aviação é um elo importante na logística em condições adversas, como essa por que está passando o Equador, e a Força Aérea Brasileira possui capacitação adequada para levar suprimentos e esperança a esse povo", disse o coronel.

O pedido de ajuda foi realizado pela embaixada do Equador ao governo brasileiro. De forma integrada, participam da ajuda humanitária os ministérios da Defesa, Integração Nacional, Relações Exteriores e Saúde. O abalo sísmico teve grau 7.8 na escala Richter e foi considerado o pior desde 1979. Até o momento, as autoridades do país contabilizam mais de 400 mortos e dois mil feridos.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Defesa

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems