Defesa e Segurança

Desastres naturais

Defesa Civil reconhece situação de emergência em Macapá (AP)

Municípios dos estados do Amazonas, Espírito Santo, Goiás, São Paulo, Pará e Rio Grande do Sul também tiveram situação de emergência declarada
publicado: 09/03/2017 15h43, última modificação: 23/12/2017 11h34
Desastres naturais causam situação de alerta no Macapá (AP) e em nove municípios

Por meio da medida, as prefeituras podem solicitar apoio material e financeiro da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec)

A situação de emergência na cidade de Macapá, capital do Amapá, foi reconhecida nesta quinta-feira (9) pelo Ministério da Integração Nacional. A medida também vale para outros nove municípios dos estados do Amazonas, Espírito Santo, Goiás, São Paulo, Pará e Rio Grande do Sul.

A medida, publicada no Diário Oficial da União (DOU), possibilita o apoio do governo federal às regiões atingidas por desastres naturais.

Em Macapá, o reconhecimento é decorrente de erosão de margem fluvial. A situação atingiu comunidades no distrito de Bailique pelo desvio nas águas do rio Araguari. 

Em Bauru (SP) e Bofete (SP), foram registradas chuvas intensas. Já em Itamarati (AM), Eirunepé (AM), Água Doce do Norte (ES) e Ribeirão Grande (SP), ocorreram inundações.

Ocorrências de enxurradas foram registradas em Trairão (PA) e Nova Santa Rita (RS). Já Aparecida de Goiânia (GO) foi alvo de boçorocas – nome dado à erosão causada pelas águas da chuva . 

Por meio da medida, as prefeituras podem solicitar apoio material e financeiro da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec). Os municípios também devem apresentar um Plano de Trabalho, por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID), disponível no site do Ministério da Integração. Após a análise técnica, o órgão define o valor do recurso a ser disponibilizado. 

Confira a lista completa de municípios.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Integração

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems