Turismo

Cidades históricas

Confira a programação de aniversário de Recife e Olinda

As duas cidades são polos turísticos que atraem visitantes pela riqueza das manifestações culturais
publicado: 10/03/2017 15h44, última modificação: 23/12/2017 11h40
Recife comemora 480 anos com agenda cultural e esportiva

Igreja do Carmo de Olinda foi construída em 1580 como Capela de Santo Antônio e São Gonçalo - Foto: Divulgação/Embratur

A capital pernambucana Recife completa, no próximo domingo, 480 anos, e a comemoração com o público vai contar com eventos musicais, esportivos e de lazer.

A prefeitura organizou programação que se estende por diversas ruas do Recife Antigo. A região portuária, palco dos primeiros capítulos da história de Pernambuco, abrigará shows de renomados artistas locais.

Entre eles, o instrumentista e dançarino Antônio Nóbrega e o cantor Almir Rouche, que no fim de tarde puxa o coro de parabéns, seguido do tradicional corte de bolo gigante em homenagem à cidade.

No mesmo dia, a vizinha Olinda, conhecida pelo rico centro histórico e intenso Carnaval, chega aos 482 anos. A agenda da celebração tem atrações culturais e esportivas. As atividades começam pela manhã com a Corrida das Ladeiras no Alto da Sé, Catedral de onde é possível avistar o cenário composto por Recife e o seu litoral.

A programação envolve ainda um cortejo de atrações artísticas no Sítio Histórico, que tem início à tarde com o Cavalo Marinho Boi Pintado de Aliança, no Mercado da Ribeira.

Cultura e história

Recife e Olinda são polos turísticos que atraem visitantes pela riqueza das manifestações culturais em ambas as cidades.

A capital desperta o interesse de turistas com uma grande lista de parques, museus, igrejas barrocas e construções históricas. O Centro da cidade reúne alguns dos principais espaços de visitação, a exemplo do Museu da Cidade do Recife, instalado no Forte das Cinco Pontas, e que guarda um acervo de documentos sobre a história da região.

No Museu Cais do Sertão, instalado no antigo Armazém 10 do Porto do Recife, o visitante pode apreciar as riquezas materiais e culturais do Sertão pernambucano, com ambientes que retratam passagens da vida e obra de Luiz Gonzaga, além de curiosidade da literatura de Cordel.

Outra opção é o Paço do Frevo, dedicado à difusão, pesquisa e formação de dançarinos, e o Teatro Santa Isabel. Este último compõe um imponente conjunto arquitetônico formado pela Praça da República, os palácios Campo das Princesas, da Justiça e o Liceu de Pernambuco.

O visitante tem à disposição ainda mercados públicos tradicionais espalhados pela capital, como o São José, o mais antigo edifício pré-fabricado em ferro no Brasil.

O bairro da Várzea, por sua vez, abriga o Instituto Ricardo Brennand, um complexo em estilo medieval composto por um museu, uma pinacoteca e uma galeria que retratam a presença holandesa no País.

Já na orla da Praia de Boa Viagem, o visitante tem a chance de contemplar a paisagem de piscinas naturais banhadas pelas águas esverdeadas do Oceano Atlântico.

No quesito culinária, destaque para o famoso bolo de rolo, iguaria recheada de goiabada derretida e reconhecida como Patrimônio Cultural e Imaterial de Pernambuco.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems