Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2011 > 02 > Capes

Educação

Capes

Entidade distribui bolsas de mestrado e de doutorado diretamente às instituições que possuem pós-graduação
por Portal Brasil publicado: 02/02/2011 11h25 última modificação: 28/07/2014 14h03
Exibir carrossel de imagens Edifício Sede da Capes, no Setor Bancário Norte.

Edifício Sede da Capes, no Setor Bancário Norte.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) tem como atribuições a avaliação da pós-graduação stricto sensu, acesso e divulgação da produção científica, investimentos na formação de especialistas de alto nível e promoção da cooperação científica internacional.

Pesquisadores e especialistas de todas as áreas têm no intercâmbio internacional a possibilidade de melhorar sua qualificação e contribuir para a educação de seus países. Por meio da Capes, vários países têm acordo de cooperação internacional com o Brasil, entre eles Alemanha, Argentina, Chile, China, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Portugal, Timor Leste e Uruguai.

Cooperação internacional

A troca de conhecimentos entre estudiosos brasileiros e estrangeiros é promovida pela Capes por meio de duas modalidades de cooperação internacional: os acordos bilaterais e as parcerias universitárias binacionais.

Os acordos bilaterais garantem programas de fomento a projetos conjuntos de pesquisa entre grupos do Brasil e de outros países. Os programas financiam missões de trabalho (intercâmbio de professores) e bolsas de estudo (intercâmbio de alunos de pós-graduação), além do custeio das atividades do projeto para os brasileiros. 

As parcerias universitárias binacionais são promovidas pela Capes desde 2001 e têm como objetivo principal o aumento do intercâmbio de estudantes de graduação, além de fomentar o intercâmbio de alunos de pós-graduação e professores. As parcerias são implementadas entre universidades brasileiras e estrangeiras, sendo fundamental a garantia do reconhecimento dos créditos aos alunos na área escolhida pelo projeto. O programa busca ainda a aproximação das estruturas curriculares dentre as instituições e cursos participantes. 

A Capes mantém, ainda, programas multinacionais. A Escola de Altos Estudos, por exemplo, é uma iniciativa da Capes para estimular professores e pesquisadores estrangeiros de prestígio para realizar cursos monográficos no Brasil. Com isso, os programas de pós-graduação de instituições brasileiras tornam-se mais amplos e qualificados.

Mercosul

A Capes promove diversas modalidades de cooperação específica com os países que integram o Mercosul para concessão de bolsas de estudo, entre outros benefícios. Um exemplo é o Programa de Associação para Fortalecimento da Pós-Graduação - Setor Educacional do Mercosul, que consiste na associação acadêmica entre uma instituição de ensino superior de cada país membro ou associado do Mercosul para o fortalecimento de cursos de pós-graduação na região; e o Programa Capes Bolsas de Doutorado para Docentes – Mercosul, cujo objetivo é promover o intercâmbio e a formação de docentes universitários.

PEC-PG e PVE

A Capes também é responsável por programas voltados à recepção de estudantes de pós-graduação e professores estrangeiros. 

O Programa de Estudante-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG) é voltado para professores universitários, pesquisadores, profissionais ou graduados do ensino superior oriundos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil tem acordos culturais e educacionais.

Já o Programa Professor Visitante Estrangeiro (PVE) apóia a visita, de média e longa duração, de professores do exterior convidados para cursos de doutorado em instituições do Brasil.

Fontes: 
Capes

Programa de Estudante-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG)
Programa Professor Visitante Estrangeiro (PVE)

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

O portal da Base Nacional Comum
Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios explica como ocorrerá participação da sociedade.
A unificação curricular da Educação Básica
De acordo com Manuel Palácios, secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, unificação curricular contribuir para modernização do ensino.
A educação básica brasileira
Para secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios, há compromisso das instituições de ensino e da população do País com ideal democrático.
Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios explica como ocorrerá participação da sociedade.
O portal da Base Nacional Comum
De acordo com Manuel Palácios, secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, unificação curricular contribuir para modernização do ensino.
A unificação curricular da Educação Básica
Para secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios, há compromisso das instituições de ensino e da população do País com ideal democrático.
A educação básica brasileira

Últimas imagens

Serão selecionadas obras didáticas de todos os componentes curriculares dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano)
Serão selecionadas obras didáticas de todos os componentes curriculares dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano)
Tereza Sobreira/MEC
Foram criados 50 novos cursos de Medicina em 45 municípios, resultando em 5,3 mil novas vagas
Foram criados 50 novos cursos de Medicina em 45 municípios, resultando em 5,3 mil novas vagas
Geyson Magno/MEC
Projeto cria instalações móveis para solucionar problemas relativos ao combate à infecção de cólera no Haiti
Projeto cria instalações móveis para solucionar problemas relativos ao combate à infecção de cólera no Haiti
Divulgação/Planalto
Contribuições serão para adequar o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) às novas diretrizes curriculares nacionais de medicina
Contribuições serão para adequar o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) às novas diretrizes curriculares nacionais de medicina
Divulgação/Governo de Alagoas
Período para a escolha das obras será aberto no dia 28 próximo e se estenderá até 8 de setembro
Período para a escolha das obras será aberto no dia 28 próximo e se estenderá até 8 de setembro
Divulgação/Governo da BA

Governo digital