Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2011 > 02 > CNPq atua no incentivo à pesquisa e inovação

Educação

CNPq atua no incentivo à pesquisa e inovação

Agência se destina à formação e qualificação de pesquisadores e concede bolsas de estudos para estudantes
por Portal Brasil publicado: 02/02/2011 11h25 última modificação: 28/07/2014 14h03
Exibir carrossel de imagens Mapa mundial de atuação do CNPq

Mapa mundial de atuação do CNPq

Criado em 1951 para promover e estimular o desenvolvimento da ciência, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é uma instituição ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) que se destina ao fomento da pesquisa científica e tecnológica e também à formação e qualificação de pesquisadores no País e no exterior.

Uma das maiores e mais sólidas estruturas públicas de apoio à Ciência, Tecnologia e Inovação dos países em desenvolvimento, o CNPq é formado por uma Diretoria Executiva, responsável pela gestão da instituição e um Conselho Deliberativo, responsável pela política institucional e maior instância de poder decisório do CNPq.

Plataforma Lattes

 

A Plataforma Lattes é o banco de dados elaborado pelo CNPq para integrar em um único sistema as bases de dados de currículo, de grupos de pesquisas e de instituições. Desde sua criação a plataforma é estratégica para a formulação de políticas do Ministério de Ciência e Tecnologia e de outros órgãos governamentais voltados para a área.

Criado em 1999 pelo CNPq, o Currículo Lattes é um componente da Plataforma Lattes e tornou-se o padrão nacional de registro das atividades acadêmicas e profissionais realizadas pelos estudantes e pesquisadores do país. Hoje em dia ele é adotado pela maioria das instituições de fomento, universidades e institutos de pesquisa para avaliação de pesquisadores, professores e alunos. O Currículo Lattes atualizado é um dos critérios para a obtenção de bolsas e auxílios. 

A ideia de padronizar o registro dos currículos dos pesquisadores brasileiros vem da década de 1980. Na época, o CNPq elaborou o Banco de Currículo para, além se servir como avaliação curricular, criar uma base de dados para a seleção de consultores e especialistas. Com o avanço da informática e a chegada da internet, os formulários em papel passaram para o meio eletrônico. No fim da década de 1990, dois grupos das universidades federais de Santa Catarina e Pernambuco, aliados à empresa Multisoft, e técnicos das Superintendências de Informática e Planejamento desenvolveram uma versão de currículo que integrou todas as já existentes.

 

Fontes:
CNPq
Plataforma Lattes 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil