Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2012 > 02 > Confira projetos de capacitação para jovens empreendedores

Educação

Confira projetos de capacitação para jovens empreendedores

Jovens empreendedores

Empreendedorismo é uma forma de inserção econômica que ganha força, mas a sociedade precisa treinar os jovens para esta nova realidade
por Portal Brasil publicado: 01/02/2012 17h49 última modificação: 28/07/2014 16h41
SXC Escolas técnicas e universidades podem incluir em seu currículo aulas de empreendedorismo

Escolas técnicas e universidades podem incluir em seu currículo aulas de empreendedorismo

O empreendedorismo, o trabalho por conta própria, a capacidade de gerar o próprio negócio, os próprios recursos e contribuir para a sociedade de forma mais pessoal é um modelo de inserção social e econômica que tem se destacado neste século.

Mas a sociedade precisa preparar os jovens para esta nova forma de trabalho. Abrir um pequeno negócio hoje pode ser objeto de realização pessoal e não uma alternativa por falta de opção melhor. Ao desenvolver um comportamento empreendedor, as pessoas ampliam as possibilidades de escolha e desenvolvem o crescimento profissional.

É preciso incentivar incubadoras de empresas, associações de jovens, empresas juniores e programas de fomento ao empreendedorismo. Escolas técnicas e universidades podem incluir em seu currículo aulas de empreendedorismo orientadas para o crescimento econômico, o desenvolvimento sustentável e a redução da pobreza.

Criado pelo Comitê de Jovens Empreendedores da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), em parceria com o SEBRAE-SP, SENAI e FGVcenn, o Manual do Jovem Empreendedor procura ajudar na capacitação empreendedora dos brasileiros.  “É um guia prático para auxiliar os jovens empreendedores do país na construção de seus negócios”, explica o consultor de empresas Antonio Carlos de Matos, um dos autores do manual. Para ele, o empreendedorismo deve ser ensinado ainda no ensino básico. “O jovem precisa aprender a conviver com a mudança e as oportunidades que o mundo oferece”, afirma.

Educação de jovens empreendedores

Existem alguns projetos voltados para a capacitação de jovens empreendedores. O Programa de Educação Empreendedora, desenvolvido pelo SEBRAE-SP, tem como objetivo disseminar a cultura empreendedora nas instituições de ensino (do fundamental ao superior), de forma a propiciar às crianças e jovens práticas que possibilitem vivenciar e desenvolver habilidades empreendedoras.

Cursos

- Jovens Empreendedores Primeiros Passos (ensino fundamental)
Pretende levar o empreendedorismo para crianças do nível fundamental de ensino. Os professores são capacitados por facilitadores do Sebrae e o curso pode ser incluído no currículo regular das próprias escolas onde esses professores trabalham.

- Formação de Jovens Empreendedores (ensino médio)
O curso  visa desenvolver nos jovens do ensino médio comportamentos e habilidades para que possam construir os próprios caminhos, encontrar oportunidades em seu entorno e para que sejam persistentes nas suas metas de vida.

- Sebrae no Campus (ensino superior)
Oferece a Disciplina de Empreendedorismo e tem como objetivo incentivar o ensino de empreendedorismo nas Instituições de Ensino Superior, possibilitando aos estudantes universitários, das diversas áreas do conhecimento, que desenvolvam os comportamentos empreendedores e realizem práticas empreendedoras, buscando um aprimoramento profissional e pessoal.

Programa SESI Pequenos Empreendedores
Cursos destinados a adultos e jovens a partir de 14 anos que desejam aprender técnicas específicas nas áreas de estética, artesanato, culinária, serviços, hotelaria e turismo para trabalhar por conta própria.

Divididos em módulos, os cursos têm carga horária e custo reduzidos, e podem ser feitos de acordo com a disposição de horário e recursos financeiros do aluno. Podem ser realizados nas Escolas SESI ou em empresas e instituições. Para saber mais, visite o site do programa

Fontes:
Manual do Jovem Empreendedor
Comitê de Jovens Empreendedores da Fiesp
Confederação Nacional dos Jovens Empresários (CONAJE)
Artigo “Sebrae: o jovem empreendedor”, de José Luiz Ricca

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Fies terá 75 mil novas vagas no segundo semestre
Investimento total do Ministério da Educação será de R$ 450 milhões
Começam as inscrições para o ProUni neste ano
Edição 2016 do ProUni vai oferecer mais de 100 mil vagas. As inscrições começam na terça-feira (7) e podem ser feitas até dia 10 de junho
Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Investimento total do Ministério da Educação será de R$ 450 milhões
Fies terá 75 mil novas vagas no segundo semestre
Edição 2016 do ProUni vai oferecer mais de 100 mil vagas. As inscrições começam na terça-feira (7) e podem ser feitas até dia 10 de junho
Começam as inscrições para o ProUni neste ano
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos

Últimas imagens

O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, durante ato de assinatura de autorização para criar mais de 75 mil bolsas do Fundo de Financiamento Estudantil
O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, durante ato de assinatura de autorização para criar mais de 75 mil bolsas do Fundo de Financiamento Estudantil
Foto: Marcos Corrêa/PR
Os benefícios previstos aos programas são mensalidade, seguro-saúde, auxílio deslocamento, auxílio instalação e adicional localidade, quando for o caso
Os benefícios previstos aos programas são mensalidade, seguro-saúde, auxílio deslocamento, auxílio instalação e adicional localidade, quando for o caso
Foto: UnB Agência
Repasse é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino
Repasse é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino
Foto: Geyson Magno/MEC
Fugir do tema, desrespeitar direitos humanos e escrever em uma tipologia diferente da solicitada estão entre os motivos para anulação da nota
Fugir do tema, desrespeitar direitos humanos e escrever em uma tipologia diferente da solicitada estão entre os motivos para anulação da nota
Wilson Dias/Agência Brasil
O prazo para as matrículas vai de 10 a 14 de junho.
O prazo para as matrículas vai de 10 a 14 de junho.
Arquivo/MEC

Governo digital