Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2012 > 02 > Confira projetos de capacitação para jovens empreendedores

Educação

Confira projetos de capacitação para jovens empreendedores

Jovens empreendedores

Empreendedorismo é uma forma de inserção econômica que ganha força, mas a sociedade precisa treinar os jovens para esta nova realidade
por Portal Brasil publicado: 01/02/2012 17h49 última modificação: 28/07/2014 16h41
SXC Escolas técnicas e universidades podem incluir em seu currículo aulas de empreendedorismo

Escolas técnicas e universidades podem incluir em seu currículo aulas de empreendedorismo

O empreendedorismo, o trabalho por conta própria, a capacidade de gerar o próprio negócio, os próprios recursos e contribuir para a sociedade de forma mais pessoal é um modelo de inserção social e econômica que tem se destacado neste século.

Mas a sociedade precisa preparar os jovens para esta nova forma de trabalho. Abrir um pequeno negócio hoje pode ser objeto de realização pessoal e não uma alternativa por falta de opção melhor. Ao desenvolver um comportamento empreendedor, as pessoas ampliam as possibilidades de escolha e desenvolvem o crescimento profissional.

É preciso incentivar incubadoras de empresas, associações de jovens, empresas juniores e programas de fomento ao empreendedorismo. Escolas técnicas e universidades podem incluir em seu currículo aulas de empreendedorismo orientadas para o crescimento econômico, o desenvolvimento sustentável e a redução da pobreza.

Criado pelo Comitê de Jovens Empreendedores da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), em parceria com o SEBRAE-SP, SENAI e FGVcenn, o Manual do Jovem Empreendedor procura ajudar na capacitação empreendedora dos brasileiros.  “É um guia prático para auxiliar os jovens empreendedores do país na construção de seus negócios”, explica o consultor de empresas Antonio Carlos de Matos, um dos autores do manual. Para ele, o empreendedorismo deve ser ensinado ainda no ensino básico. “O jovem precisa aprender a conviver com a mudança e as oportunidades que o mundo oferece”, afirma.

Educação de jovens empreendedores

Existem alguns projetos voltados para a capacitação de jovens empreendedores. O Programa de Educação Empreendedora, desenvolvido pelo SEBRAE-SP, tem como objetivo disseminar a cultura empreendedora nas instituições de ensino (do fundamental ao superior), de forma a propiciar às crianças e jovens práticas que possibilitem vivenciar e desenvolver habilidades empreendedoras.

Cursos

- Jovens Empreendedores Primeiros Passos (ensino fundamental)
Pretende levar o empreendedorismo para crianças do nível fundamental de ensino. Os professores são capacitados por facilitadores do Sebrae e o curso pode ser incluído no currículo regular das próprias escolas onde esses professores trabalham.

- Formação de Jovens Empreendedores (ensino médio)
O curso  visa desenvolver nos jovens do ensino médio comportamentos e habilidades para que possam construir os próprios caminhos, encontrar oportunidades em seu entorno e para que sejam persistentes nas suas metas de vida.

- Sebrae no Campus (ensino superior)
Oferece a Disciplina de Empreendedorismo e tem como objetivo incentivar o ensino de empreendedorismo nas Instituições de Ensino Superior, possibilitando aos estudantes universitários, das diversas áreas do conhecimento, que desenvolvam os comportamentos empreendedores e realizem práticas empreendedoras, buscando um aprimoramento profissional e pessoal.

Programa SESI Pequenos Empreendedores
Cursos destinados a adultos e jovens a partir de 14 anos que desejam aprender técnicas específicas nas áreas de estética, artesanato, culinária, serviços, hotelaria e turismo para trabalhar por conta própria.

Divididos em módulos, os cursos têm carga horária e custo reduzidos, e podem ser feitos de acordo com a disposição de horário e recursos financeiros do aluno. Podem ser realizados nas Escolas SESI ou em empresas e instituições. Para saber mais, visite o site do programa

Fontes:
Manual do Jovem Empreendedor
Comitê de Jovens Empreendedores da Fiesp
Confederação Nacional dos Jovens Empresários (CONAJE)
Artigo “Sebrae: o jovem empreendedor”, de José Luiz Ricca

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

MEC estipula novas regras para o ProUni
Nesta edição, estudante poderá transferir bolsa de estudo remanescente entre cursos de áreas afins
Prazo para concorrer a bolsas do Prouni vai até 31/3
Para estudantes já matriculados em curso superior e que não possuem a bolsa, a data final de inscrição é 31 de maio
Curso de educação a distância prepara classificadores
Ministério da Justiça irá preparar classificadores, apoiadores e fiscalizadores da política de classificação indicativa
Nesta edição, estudante poderá transferir bolsa de estudo remanescente entre cursos de áreas afins
MEC estipula novas regras para o ProUni
Para estudantes já matriculados em curso superior e que não possuem a bolsa, a data final de inscrição é 31 de maio
Prazo para concorrer a bolsas do Prouni vai até 31/3
Ministério da Justiça irá preparar classificadores, apoiadores e fiscalizadores da política de classificação indicativa
Curso de educação a distância prepara classificadores

Últimas imagens

Podem participar todos os alunos inscritos em escolas públicas municipais, estaduais e federais brasilerias
Podem participar todos os alunos inscritos em escolas públicas municipais, estaduais e federais brasilerias
PNE contém diretrizes e metas a serem alcançadas até 2024
PNE contém diretrizes e metas a serem alcançadas até 2024
Podem concorrer os estudantes que tenham participado do Enem e professores da rede pública de ensino
Podem concorrer os estudantes que tenham participado do Enem e professores da rede pública de ensino
João Bittar/MEC
Criado em 2007 pelo Ministério da Educação, programa contribui para reestruturar a rede pública de educação infantil
Criado em 2007 pelo Ministério da Educação, programa contribui para reestruturar a rede pública de educação infantil
Fies financia alunos matriculados em universidades particulares que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC
Fies financia alunos matriculados em universidades particulares que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC

Governo digital