Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2012 > 11 > Campanha “Conte até 10” pretende diminuir crimes cometidos por impulso

Educação

Campanha “Conte até 10” pretende diminuir crimes cometidos por impulso

por Portal Brasil publicado: 05/11/2012 17h44 última modificação: 28/07/2014 16h38
Conselho Nacional do Ministério Público Atletas não cobraram cachê para participar da campanha

Atletas não cobraram cachê para participar da campanha

Campanha traz lutadores mundialmente reconhecidos e promove a reflexão, motivando o cidadão a contar até 10 antes de praticar qualquer ato de violência por impulso

Com o objetivo de sensibilizar a sociedade para a prevenção de homicídios cometidos por impulso, a campanha “Conte até 10” foi lançada nesta quinta-feira (8) pela Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp) e pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). O foco é conscientizar a população para evitar atitudes e reações contra a vida em situações de conflito.

A campanha é estrelada por lutadores renomados do Ultimate Fighting Championship (UFC), como os campeões mundiais Anderson Silva (peso-médio) e Júnior Cigano (peso-pesado), e os judocas Sarah Menezes, campeã olímpica em 2012 e Leandro Guilheiro, duas vezes campeão olímpico. Os atletas não cobraram cachê para participar da campanha na qual passam a mensagem de paz e de não reação em situações de possível violência.

Para o anúncio, foram produzidos vídeos, jingles e cartazes para orientar professores sobre como tratar o tema da campanha em sala de aula. Também serão realizadas visitas a escolas públicas em todo o Brasil, em parceria com os Ministérios Públicos estaduais e demais integrantes da Enasp. O material didático sobre o tema está sendo elaborado em parceria com o Ministério da Educação (MEC).

Um estudo inédito sobre as motivações dos homicídios cometidos entre 2011 e 2012 em 11 estados brasileiros, a partir de dados das Secretarias de Segurança Pública, será apresentado durante o lançamento da campanha.

O objetivo é identificar, dentre o total de assassinatos com classificação de motivos, a proporção dos decorrentes de ações por impulso. Segundo o Conselho, o número é superior a 50% em alguns casos.

Acesse o site da Campanha

Ouça os jingles e veja os vídeos da Campanha: com Anderson Silva, Junior Cigano, Sarah Menezes e Leandro Guilheiro

 

Fonte:
Ministério da Justiça

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Educação é ferramenta para enfrentar a intolerância religiosa, diz secretário
Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo,cobrou o cumprimento da lei que determina ensinoda história e cultura afro-brasileira nas escolas
Cerca de 1,5 milhão de pessoas vão fazer Encceja
Provas serão aplicadas de manhã e de tarde em mais de 560 municípios
Inscrição e local de provas do Enem já podem ser verificados
Confira o calendário do Enem 2017. Inscrição e local da prova podem ser verificados no site do Exame
Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo,cobrou o cumprimento da lei que determina ensinoda história e cultura afro-brasileira nas escolas
Educação é ferramenta para enfrentar a intolerância religiosa, diz secretário
Provas serão aplicadas de manhã e de tarde em mais de 560 municípios
Cerca de 1,5 milhão de pessoas vão fazer Encceja
Confira o calendário do Enem 2017. Inscrição e local da prova podem ser verificados no site do Exame
Inscrição e local de provas do Enem já podem ser verificados

Últimas imagens

Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Foto: André Nery/MEC
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Foto: André Nery/MEC
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Reprodução/NBR

Governo digital