Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2012 > 11 > Campanha “Conte até 10” pretende diminuir crimes cometidos por impulso

Educação

Campanha “Conte até 10” pretende diminuir crimes cometidos por impulso

por Portal Brasil publicado: 05/11/2012 17h44 última modificação: 28/07/2014 16h38
Conselho Nacional do Ministério Público Atletas não cobraram cachê para participar da campanha

Atletas não cobraram cachê para participar da campanha

Campanha traz lutadores mundialmente reconhecidos e promove a reflexão, motivando o cidadão a contar até 10 antes de praticar qualquer ato de violência por impulso

Com o objetivo de sensibilizar a sociedade para a prevenção de homicídios cometidos por impulso, a campanha “Conte até 10” foi lançada nesta quinta-feira (8) pela Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp) e pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). O foco é conscientizar a população para evitar atitudes e reações contra a vida em situações de conflito.

A campanha é estrelada por lutadores renomados do Ultimate Fighting Championship (UFC), como os campeões mundiais Anderson Silva (peso-médio) e Júnior Cigano (peso-pesado), e os judocas Sarah Menezes, campeã olímpica em 2012 e Leandro Guilheiro, duas vezes campeão olímpico. Os atletas não cobraram cachê para participar da campanha na qual passam a mensagem de paz e de não reação em situações de possível violência.

Para o anúncio, foram produzidos vídeos, jingles e cartazes para orientar professores sobre como tratar o tema da campanha em sala de aula. Também serão realizadas visitas a escolas públicas em todo o Brasil, em parceria com os Ministérios Públicos estaduais e demais integrantes da Enasp. O material didático sobre o tema está sendo elaborado em parceria com o Ministério da Educação (MEC).

Um estudo inédito sobre as motivações dos homicídios cometidos entre 2011 e 2012 em 11 estados brasileiros, a partir de dados das Secretarias de Segurança Pública, será apresentado durante o lançamento da campanha.

O objetivo é identificar, dentre o total de assassinatos com classificação de motivos, a proporção dos decorrentes de ações por impulso. Segundo o Conselho, o número é superior a 50% em alguns casos.

Acesse o site da Campanha

Ouça os jingles e veja os vídeos da Campanha: com Anderson Silva, Junior Cigano, Sarah Menezes e Leandro Guilheiro

 

Fonte:
Ministério da Justiça

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ministro pede negociações em Curitiba
Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, pede diálogo e volta das negociações entre governo e professores de Curitiba
Olimpíada Brasileira de Biologia encerra incrições
Competição voltada alunos do ensino médio em curso ou que já concluiram, mas ainda não iniciaram o curso de graduação
MEC estipula novas regras para o ProUni
Nesta edição, estudante poderá transferir bolsa de estudo remanescente entre cursos de áreas afins
Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, pede diálogo e volta das negociações entre governo e professores de Curitiba
Ministro pede negociações em Curitiba
Competição voltada alunos do ensino médio em curso ou que já concluiram, mas ainda não iniciaram o curso de graduação
Olimpíada Brasileira de Biologia encerra incrições
Nesta edição, estudante poderá transferir bolsa de estudo remanescente entre cursos de áreas afins
MEC estipula novas regras para o ProUni

Últimas imagens

O ministro Janine Ribeiro, ao lado da estudante Paula Schwade e do reitor da Universidade de Sungkyunknaw, Chung Kyu Sang
O ministro Janine Ribeiro, ao lado da estudante Paula Schwade e do reitor da Universidade de Sungkyunknaw, Chung Kyu Sang
Foto: Paula Filizola/MEC
Para este ano, com o novo edital de abertura de cursos, a previsão é chegar a 16.409 vagas nos municípios do interior
Para este ano, com o novo edital de abertura de cursos, a previsão é chegar a 16.409 vagas nos municípios do interior
Em 2015, o ministério passou a exigir que os estudantes tenham uma nota mínima de 450 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)
Em 2015, o ministério passou a exigir que os estudantes tenham uma nota mínima de 450 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)
Divulgação/EBC
Podem participar todos os alunos inscritos em escolas públicas municipais, estaduais e federais brasilerias
Podem participar todos os alunos inscritos em escolas públicas municipais, estaduais e federais brasilerias

Governo digital