Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2013 > 04 > Publicado cronograma do Censo Escolar da Educação Básica de 2013

Educação

Publicado cronograma do Censo Escolar da Educação Básica de 2013

por Portal Brasil publicado: 08/04/2013 11h05 última modificação: 30/07/2014 00h18
Divulgação/Agência Brasil Cada uma das etapas da educação básica possui objetivos próprios e formas de organização diversas

Cada uma das etapas da educação básica possui objetivos próprios e formas de organização diversas

Sistema Educacenso será aberto no dia 29 de maio para recebimento de dados sobre as escolas de todo o País, que deverão ser fornecidos até o dia 31 de julho

 

O cronograma para coleta das informações que vão compor o Censo Escolar da Educação Básica de 2013 foi divulgado no Diário Oficial da União da última sexta-feira (5) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A portaria estabelece as datas para as duas etapas de recolhimento de dados e atividades referentes à execução do censo.

A pesquisa será feita por meio de questionários na internet em todo o território nacional. O Sistema Educacenso será aberto no dia 29 de maio para recebimento de dados sobre as escolas de todo o País, que deverão ser fornecidos até o dia 31 de julho. A data de referência para as informações prestadas é 29 de maio.

O diretor ou responsável pela escola, e também o responsável pelo sistema educacional informatizado da unidade, estão habilitados para entrar no sistema e fornecer as informações sobre os estudantes e sobre a unidade de ensino.

 

Dados preliminares

Até o dia 30 de agosto, o Inep enviará os dados preliminares ao Ministério da Educação (MEC) para publicação no Diário Oficial da União. Após a divulgação, os gestores estaduais e municipais têm prazo de 30 dias para verificar a consistência das informações coletadas e solicitar correções no Educacenso. Os responsáveis pelas informações, caso não tenham preenchido os dados no período de coleta, não poderão fazê-lo no período de retificação, destinado apenas à correção dos erros.

Após as modificações, o Inep enviará, até o dia 29 de novembro, os dados finais das correções e verificações do censo ao MEC, para publicação final no Diário Oficial da União.

A segunda etapa do censo acontecerá a partir do dia 3 de fevereiro de 2014, fase chamada de situação do aluno, na qual serão coletadas informações mais detalhadas sobre os estudantes. O prazo para fornecer essas informações termina em 20 de março do ano que vem.

Os relatórios com as informações sobre a situação do aluno de cada escola serão enviados para os gestores municipais e estaduais. Cada secretaria estadual de educação, em cooperação com os órgãos municipais de educação, e a Secretaria de Educação do Distrito Federal serão responsáveis pelo cumprimento dos prazos estipulados e pela divulgação dos resultados.

 

Censo Escolar

O Censo Escolar é um levantamento de dados estatístico-educacionais de âmbito nacional realizado todos os anos. Coordenado pelo Inep, é feito com a colaboração das secretarias estaduais e municipais de Educação e com a participação de todas as escolas públicas e privadas do País.

Trata-se do principal instrumento de coleta de informações da educação básica, que abrange as suas diferentes etapas e modalidades: ensino regular (educação infantil e ensinos fundamental e médio), educação especial e educação de jovens e adultos (EJA). O censo coleta dados sobre estabelecimentos, matrículas, funções docentes, movimento e rendimento escolar.

Essas informações são utilizadas para traçar um panorama nacional da educação básica e servem de referência para a formulação de políticas públicas e execução de programas na área da educação, incluindo os de transferência de recursos públicos como merenda e transporte escolar, distribuição de livros e uniformes, implantação de bibliotecas, instalação de energia elétrica, Dinheiro Direto na Escola e Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Além disso, os resultados obtidos no Censo Escolar sobre o rendimento (aprovação e reprovação) e movimento (abandono) escolar dos alunos do ensino fundamental e médio, juntamente com outras avaliações do Inep - Saeb e Prova Brasil -, são utilizados para o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que serve de referência para as metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), do MEC.  

 

Fontes:
Ministério da Educação
Inep

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ministro pede negociações em Curitiba
Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, pede diálogo e volta das negociações entre governo e professores de Curitiba
Olimpíada Brasileira de Biologia encerra incrições
Competição voltada alunos do ensino médio em curso ou que já concluiram, mas ainda não iniciaram o curso de graduação
MEC estipula novas regras para o ProUni
Nesta edição, estudante poderá transferir bolsa de estudo remanescente entre cursos de áreas afins
Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, pede diálogo e volta das negociações entre governo e professores de Curitiba
Ministro pede negociações em Curitiba
Competição voltada alunos do ensino médio em curso ou que já concluiram, mas ainda não iniciaram o curso de graduação
Olimpíada Brasileira de Biologia encerra incrições
Nesta edição, estudante poderá transferir bolsa de estudo remanescente entre cursos de áreas afins
MEC estipula novas regras para o ProUni

Últimas imagens

Nesta segunda edição de 2015 foram ofertadas 116.004 bolsas por 856 instituições particulares de educação superior
Nesta segunda edição de 2015 foram ofertadas 116.004 bolsas por 856 instituições particulares de educação superior
Divulgação/MEC
 Austrália vem sendo importante parceiro do Brasil no programa Ciência sem Fronteiras
Austrália vem sendo importante parceiro do Brasil no programa Ciência sem Fronteiras
Divulgação/Ciências sem Fronteiras
Pode se inscrever estudante que, cumulativamente, não tenha concluído curso superior, tenha feito a prova do Enem, a partir da edição de 2010 e obtido média superior a 450 pontos
Pode se inscrever estudante que, cumulativamente, não tenha concluído curso superior, tenha feito a prova do Enem, a partir da edição de 2010 e obtido média superior a 450 pontos
Divulgação/MEC
Número de matrículas de pessoas com deficiência em escolas regulares cresceu mais de 400% nos últimos 12 anos
Número de matrículas de pessoas com deficiência em escolas regulares cresceu mais de 400% nos últimos 12 anos
Divulgação/Governo de Sergipe
Os cursos são gratuitos na modalidade a distância e oferecem mais de 1500 horas de qualificação
Os cursos são gratuitos na modalidade a distância e oferecem mais de 1500 horas de qualificação
Divulgação/Governo de AL

Governo digital