Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2013 > 06 > Cerca de 70% das escolas de Pernambuco aderiram à educação em tempo integral

Educação

Cerca de 70% das escolas de Pernambuco aderiram à educação em tempo integral

por Portal Brasil publicado: 27/06/2013 15h00 última modificação: 30/07/2014 00h18
Divulgação/ MEC As escolas que aderirem ao programa poderão desenvolver atividades em educação ambiental, esporte e lazer, direitos humanos, entre outros

As escolas que aderirem ao programa poderão desenvolver atividades em educação ambiental, esporte e lazer, direitos humanos, entre outros

Atualmente, dos 185 municípios pernambucanos, 174 têm escolas participantes do Mais Educação


Em Pernambuco, o número de adesão de escolas do ensino fundamental ao Programa Mais Educação cresceu 70,6%, entre 2010 e 2012. Nesta quinta-feira (27), Recife recebe técnicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para orientar escolas que participam do programa sobre a prestação de contas dos recursos recebidos.

Os recursos do governo federal são depositados na conta das escolas para custeio de atividades da educação integral. Atualmente, dos 185 municípios pernambucanos, 174 têm escolas no programa.

Após a criação de um comitê, Pernambuco começou a atuar em seis cidades da região metropolitana de Recife, o que possibilitou maior diálogo com as secretarias municipais de Educação. Em 2011, o comitê promoveu o primeiro fórum de educação integral. O segundo está previsto para outubro ou novembro deste ano.

Entre as ações de estímulo ao Mais Educação no estado, em 2011, foi oferecido o curso Educação Integral: Gestão Pedagógica na Relação Conhecimento-Saber, com 170 horas de duração, para 200 coordenadores, gestores das secretarias, alunos de licenciatura e educadores sociais. Em 2012, o curso de múltiplos saberes, para 106 profissionais, com 176 horas de duração. Ainda para este ano estão previstos cursos de extensão e aperfeiçoamento.

 

Criação de comitês

Para fortalecer e ampliar a educação integral pública na educação básica, estados e municípios devem constituir comitês, considerados instâncias de gestão do Mais Educação. O objetivo é enraizar propostas e ampliar a vivência da gestão compartilhada de políticas públicas educacionais e o regime de colaboração entre as secretarias e seus parceiros.

Dados da Coordenação-Geral de Educação Integral da Secretaria de Educação Básica (SEB) mostram que já constituíram comitês os estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco. Os primeiros comitês surgiram com a criação do programa Escola Aberta, em 2008. Depois, estenderam-se ao Mais Educação.

 

Mais Educação

O Mais Educação é uma das estratégias do Ministério da Educação para induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular na perspectiva da Educação Integral.

As escolas das redes públicas de ensino estaduais, municipais e do Distrito Federal fazem a adesão ao programa e, de acordo com o projeto educativo em curso, optam por desenvolver atividades nos macrocampos de acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica.

 

Fontes:

Ministério da Educação
Brasil sem Miséria

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

O portal da Base Nacional Comum
Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios explica como ocorrerá participação da sociedade.
A unificação curricular da Educação Básica
De acordo com Manuel Palácios, secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, unificação curricular contribuir para modernização do ensino.
A educação básica brasileira
Para secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios, há compromisso das instituições de ensino e da população do País com ideal democrático.
Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios explica como ocorrerá participação da sociedade.
O portal da Base Nacional Comum
De acordo com Manuel Palácios, secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, unificação curricular contribuir para modernização do ensino.
A unificação curricular da Educação Básica
Para secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios, há compromisso das instituições de ensino e da população do País com ideal democrático.
A educação básica brasileira

Últimas imagens

Serão selecionadas obras didáticas de todos os componentes curriculares dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano)
Serão selecionadas obras didáticas de todos os componentes curriculares dos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano)
Tereza Sobreira/MEC
Foram criados 50 novos cursos de Medicina em 45 municípios, resultando em 5,3 mil novas vagas
Foram criados 50 novos cursos de Medicina em 45 municípios, resultando em 5,3 mil novas vagas
Geyson Magno/MEC
Projeto cria instalações móveis para solucionar problemas relativos ao combate à infecção de cólera no Haiti
Projeto cria instalações móveis para solucionar problemas relativos ao combate à infecção de cólera no Haiti
Divulgação/Planalto
Contribuições serão para adequar o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) às novas diretrizes curriculares nacionais de medicina
Contribuições serão para adequar o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) às novas diretrizes curriculares nacionais de medicina
Divulgação/Governo de Alagoas
Período para a escolha das obras será aberto no dia 28 próximo e se estenderá até 8 de setembro
Período para a escolha das obras será aberto no dia 28 próximo e se estenderá até 8 de setembro
Divulgação/Governo da BA

Governo digital