Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2013 > 09 > IFMA abre inscrição para curso sobre questão agrária

Educação

IFMA abre inscrição para curso sobre questão agrária

Aprimoramento

As aulas terão duração de dois anos, com carga horária total de 960 horas
por Portal Brasil publicado: 19/09/2013 19h47 última modificação: 30/07/2014 00h20

Seguem até o dia 24 de setembro as inscrições para o processo seletivo do curso de Especialização em Questão Agrária, Agroecologia e Educação do Campo (Residência Agrária), do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), de São Luís (MA).

Podem participar pessoas graduadas em qualquer área do conhecimento, que sejam beneficiários da reforma agrária ou profissionais que atuem junto aos Projetos de Assentamento da Reforma Agrária e movimentos sociais camponeses.

Os candidatos serão aprovados após apreciação dos documentos, prova escrita, análise do memorial e do currículo comprovado. A lista dos candidatos aptos à prova escrita será divulgada no dia 27 de setembro no site da instituição. A especialização terá duração de dois anos, com carga horária total de 960 horas.

Inscrição 

Os interessados devem enviar o formulário de inscrição e documentação solicitada no edital para o email:residenciaagraria.ifma@gmail.com

Caso prefira, o candidato pode entregar a documentação à Coordenação do Residência Agrária do IFMA – localizada no Campus Maracanã, Avenida dos Curiós, s/n, Vila Esperança – São Luís (MA), no horário das 8h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30.

Fonte:
Incra

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

registrado em: , ,

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Tema da redação do Enem é excelente, diz Mercadante
Segundo dia de prova do Enem 2015 exigiu que candidatos escrevessem sobre situação da violência contra a mulher no País
"Tema da redação é bom para abrir os olhos das pessoas"
No segundo dia de provas do Enem, candidatos tiveram que fazer texto sobre violência contra a mulher; assunto foi aprovado pelos estudantes
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos
Segundo dia de prova do Enem 2015 exigiu que candidatos escrevessem sobre situação da violência contra a mulher no País
Tema da redação do Enem é excelente, diz Mercadante
No segundo dia de provas do Enem, candidatos tiveram que fazer texto sobre violência contra a mulher; assunto foi aprovado pelos estudantes
"Tema da redação é bom para abrir os olhos das pessoas"

Últimas imagens

Candidatos podem consultar vagas por instituição, por cidade ou por curso no site do Sisu
Candidatos podem consultar vagas por instituição, por cidade ou por curso no site do Sisu
Divulgação/EBC
Universidade vai oferecer 50 bolsas de incentivo em 53 cursos superiores de licenciatura e mestrado integrado
Universidade vai oferecer 50 bolsas de incentivo em 53 cursos superiores de licenciatura e mestrado integrado
Divulgação/EBC
Estudo sobre os Doutores Titulados no Exterior mostra que os doutores com diploma de universidades estrangeiras são mais valorizados pelo mercado nacional
Estudo sobre os Doutores Titulados no Exterior mostra que os doutores com diploma de universidades estrangeiras são mais valorizados pelo mercado nacional
Divulgação/EBC
Prouni oferece a estudantes de baixa renda bolsas de estudos integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior
Prouni oferece a estudantes de baixa renda bolsas de estudos integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior
Divulgação/EBC
Programas escolhidos são vinculados a instituição de ensino com programas recomendados pela Capes, com nota 6 ou 7
Programas escolhidos são vinculados a instituição de ensino com programas recomendados pela Capes, com nota 6 ou 7
Divulgação/MEC

Governo digital