Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2014 > 01 > Olimpíada de português abre inscrições em fevereiro

Educação

Olimpíada de português abre inscrições em fevereiro

PORTUGUÊS

Inscrição começa com professores que lecionam do quinto ano do ensino fundamental ao terceiro do ensino médio público
por Portal Brasil publicado: 22/01/2014 20h18 última modificação: 30/07/2014 02h22

O Ministério da Educação abre, em 24 de fevereiro, o período de inscrições da quarta edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro – O lugar onde vivo. O prazo termina em 30 de maio. A inscrição começa com os professores de língua portuguesa que lecionam do quinto ano do ensino fundamental ao terceiro ano do ensino médio público. Mas é preciso que as secretarias estaduais e municipais de educação façam a adesão, para que os professores possam participar.

A novidade da olimpíada neste ano será a distribuição, aos professores, de jogos virtuais que vão apoiar as atividades na sala e aula. A coordenadora da olimpíada, Sônia Madi, explica que os jogos abordam problemas e questões comuns no estudo da língua para os quatro gêneros literários que serão trabalhados em 2014.

Professores do quinto e sexto ano do ensino fundamental, por exemplo, que vão desenvolver a poesia com os estudantes, terão um jogo com poemas onde são “penduradas” palavras que rimam. Se o poema criado rima, mas o texto perde sentido, o aluno perde ponto; se, ao contrário, rima e ganha sentido, o estudante ganha ponto.

Além dos jogos, todas as escolas participantes vão receber uma revista com encarte de um CD dos cadernos virtuais, que são recursos didáticos que ajudam os professores a desenvolver o estudo da língua portuguesa.

Gêneros

O lugar onde vivo é o tema que será trabalhado por todos os estudantes que participam da olimpíada. Alunos do quinto e sexto ano do ensino fundamental vão estudar e escrever poesia; sétimo e oitavo ano, textos no gênero memória; nono ano do ensino fundamental e primeira série do ensino médio, crônica; segunda e terceira série do ensino médio, artigo de opinião.

A Olimpíada de Língua Portuguesa vai premiar os 152 estudantes finalistas e seus professores com tablets, medalhas e obras literárias; e 20 escolas com laboratório de informática, data show e telão.

Histórico 

Em 2008, a Olimpíada de Língua Portuguesa se tornou política pública de educação, sob a coordenação do MEC, em parceria com a Fundação Itaú Social e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). A olimpíada teve origem no programa Escrevendo o Futuro, desenvolvido pela Fundação Itaú Social, entre 2002 e 2006, em edições bienais, que contaram, naquele período, com a participação de mais de 3,5 milhões de estudantes em todo o País.

Na segunda edição, em 2010, a olimpíada teve a participação de mais de 7 milhões de alunos da educação básica, 60,1 mil escolas públicas e 239,4 mil professores; em 2012, na terceira edição, foram 5 milhões de alunos, 40 mil escolas públicas e 90 mil professores.

Fonte:
Ministério da Educação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Pnad aponta que 99% dos filhos de pais alfabetizados também são alfabetizados
Levantamento apresenta os principais indicadores sobre mobilidade sócio-ocupacional
Cerca de 77% da população apoia reforma do ensino médio
De acordo com pesquisa, proposta de ampliação das escolas de tempo integral é aprovada por 85% dos brasileiros
Pronunciamento do ministro da Educação, Mendonça Filho
Ministro destacou que governo federal tomou todas as providências para que tudo saia conforme o planejado
Levantamento apresenta os principais indicadores sobre mobilidade sócio-ocupacional
Pnad aponta que 99% dos filhos de pais alfabetizados também são alfabetizados
De acordo com pesquisa, proposta de ampliação das escolas de tempo integral é aprovada por 85% dos brasileiros
Cerca de 77% da população apoia reforma do ensino médio
Ministro destacou que governo federal tomou todas as providências para que tudo saia conforme o planejado
Pronunciamento do ministro da Educação, Mendonça Filho

Últimas imagens

A abstenção final nas duas aplicações ficou em 30,4%, o que gerou custo de R$ 236 milhões
A abstenção final nas duas aplicações ficou em 30,4%, o que gerou custo de R$ 236 milhões
Divulgação/MEC
Cerca de 277 mil candidatos fizeram as provas. Gabarito oficial é divulgado na quarta-feira (7)
Cerca de 277 mil candidatos fizeram as provas. Gabarito oficial é divulgado na quarta-feira (7)
Divulgação/MEC
O Inep investiu R$ 10,5 milhões na segunda aplicação do Enem 2016
O Inep investiu R$ 10,5 milhões na segunda aplicação do Enem 2016
Divulgação/MEC
As provas foram aplicadas em 418 locais em 165 municípios
As provas foram aplicadas em 418 locais em 165 municípios
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Para atuar como médico no Brasil, o profissional formado em instituições estrangeiras precisa revalidar o diploma
Para atuar como médico no Brasil, o profissional formado em instituições estrangeiras precisa revalidar o diploma
Divulgação/Governo de São Paulo

Governo digital