Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2016 > 01 > MEC libera R$ 81,5 milhões em recursos ao Pronatec

Educação

MEC libera R$ 81,5 milhões em recursos ao Pronatec

Profissionalização

Montante foi repassado para cursos ministrados por Senai, Senat e Senar; Programa terá 5 milhões de vagas até 2019
por Portal Brasil publicado: 08/01/2016 15h48 última modificação: 08/01/2016 15h48

A Secretaria de Educação Profissional do Ministério da Educação (MEC) realizou, nesta sexta-feira (8), um novo repasse de recursos para cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Serão mais R$ 78 milhões para cursos administrados pelos sistemas patronais de aprendizagem da indústria (Senai), rural (Senar) e do transporte (Senat). Além da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Mato Grosso (Secitec-MT), que receberá R$ 3 milhões

O Senai vai receber a maior fatia de recursos, com R$ 72,5 milhões, para cursos de educação profissional técnica de nível médio, de formação inicial e continuada ou qualificação profissional. Os recursos são referentes a cursos concluídos em 2015 ou em fase final de conclusão.

O repasse é parte do total previsto pelo MEC para o Pronatec em 2016, quando serão aplicados R$ 1,6 bilhão no programa. O ministério prevê a criação de 1,3 milhão de vagas em cursos profissionalizantes neste ano. O Pronatec abrirá 5 milhões de vagas até 2019.

Criado em 2011, o programa oferece cursos gratuitos de formação profissional em todos os Estados e no Distrito Federal. No final do ano, a presidenta Dilma Rousseff destacou a importância do Pronatec para o futuro da mão de obra qualificada no Brasil.

“Cada centavo que o governo federal investiu no programa Pronatec vale a pena e dá um imenso retorno ao nosso país, para todos os brasileiros e, sobretudo, eles nos orgulham, porque nós vemos que o que nós estamos fazendo é, justamente, construir hoje o futuro do Brasil”, afirmou Dilma.

Fonte: Portal Brasil, com informações MEC

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

registrado em: ,

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ensino médio de primeiro mundo
De acordo com o ministro da educação, Mendonça Filho, temos um ensino médio "desconectado do mundo", atualmente. A modernização do ensino médio irá posicionar a educação do Brasil
Novo Ensino Médio em Pernambuco
Pernambuco foi o primeiro estado do País a adotar o modelo de ensino médio em tempo integral. Desde 2001, o estado tem apresentado uma melhoria significativa nos índices de aprovação
Brasil Alfabetizado vai oferecer 250 mil novas vagas
Ação do governo federal disponibiliza apoio técnico para alfabetização
De acordo com o ministro da educação, Mendonça Filho, temos um ensino médio "desconectado do mundo", atualmente. A modernização do ensino médio irá posicionar a educação do Brasil
Ensino médio de primeiro mundo
Pernambuco foi o primeiro estado do País a adotar o modelo de ensino médio em tempo integral. Desde 2001, o estado tem apresentado uma melhoria significativa nos índices de aprovação
Novo Ensino Médio em Pernambuco
Ação do governo federal disponibiliza apoio técnico para alfabetização
Brasil Alfabetizado vai oferecer 250 mil novas vagas

Últimas imagens

São duas fases de competição: a primeira etapa será realizada em 6 de junho e, a segunda, em 16 de setembro
São duas fases de competição: a primeira etapa será realizada em 6 de junho e, a segunda, em 16 de setembro
Divulgação/Prefeitura de Itanhaém (SP)
A prova do Enade é constituída de duas partes, com questões de múltipla escolha e discursivas
A prova do Enade é constituída de duas partes, com questões de múltipla escolha e discursivas
Arquivo/Agência Brasil
MEC reúne gestoras do programa para discutir as estatísticas e perfil das mulheres atendidas
MEC reúne gestoras do programa para discutir as estatísticas e perfil das mulheres atendidas
Divulgação/MEC
Foram destinados R$ 888,5 milhões às redes municipais e R$ 744,7 milhões às estaduais e do DF
Foram destinados R$ 888,5 milhões às redes municipais e R$ 744,7 milhões às estaduais e do DF
Marcello Casal Jr./Agência Brasil
A distribuição dos recursos é feita com base no número de matrículas no ensino básico
A distribuição dos recursos é feita com base no número de matrículas no ensino básico
Foto: Isa Lima/Secom UnB

Governo digital