Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2016 > 02 > Brasil diminui diferença entre ricos e pobres que concluem o Ensino Médio

Educação

Brasil diminui diferença entre ricos e pobres que concluem o Ensino Médio

Jovens

Diferença entre os dois grupos caiu de 62,3 pontos percentuais, em 2005, para 47,8, em 2014; números são da Organização Não Governamental "Todos Pela Educação"
publicado: 18/02/2016 10h45 última modificação: 26/02/2016 16h20
Divulgação/Agência Brasil Em dez anos, Brasil diminui diferença entre jovens mais ricos e mais pobres que concluem o ensino médio

Em dez anos, Brasil diminui diferença entre jovens mais ricos e mais pobres que concluem o ensino médio

Em dez anos, o Brasil diminuiu diferença entre jovens mais ricos e mais pobres que concluem o Ensino Médio. Em 2005, 18,1% dos jovens de 19 anos, entre os 25% mais pobres da população, concluíam o Ensino Médio. Entre os 25% mais ricos, a porcentagem chegava a 80,4%. Ou seja, havia uma diferença de 62,3 pontos percentuais entre os dois grupos. Em 2014, último dado disponível, o cenário mudou. Entre os mais pobres, 36,8% concluíam o Ensino Médio e, entre os mais ricos, 84,9%. A diferença entre os dois grupos ficou em 47,8 pontos percentuais. 

Os dados foram divulgados pela Organização Não Governamental "Todos Pela Educação", em análise feita com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A perspectiva é de redução de desigualdades. Esse dado é positivo. O Brasil está aumentando os índices e reduzindo as desigualdades”, diz a superintendente do Todos Pela Educação, Alejandra Meraz Velasco.

Ensino Fundamental

A redução das diferenças entre os mais pobres e mais ricos ocorreu também no Ensino Fundamental. Em 2005, dos jovens de 16 anos entre os 25% mais pobres da população, 38,8% concluíram o Ensino Fundamental. Entre os 25% mais ricos, a porcentagem era 90%. A diferença entre os dois grupos era 51,2 pontos percentuais. Em 2014, entre os mais pobres a taxa de conclusão saltou para 62,7% e, entre os mais ricos, 92,2%, uma diferença de 29,5 pontos percentuais.

De modo geral, os dados mostram que, nos últimos dez anos, o Brasil avançou 15,4 pontos percentuais na taxa de conclusão do Ensino Médio dos jovens de até os 19 anos. O percentual de concluintes passou de 41,4% em 2005 para 56,7% em 2014. Em números absolutos, isso significa que, nesse intervalo de tempo, os estudantes concluintes passaram de 1.442.101 para 1.951.586.

No Ensino Fundamental, a taxa de conclusão cresceu na mesma proporção que o Ensino Médio: quase 15 pontos percentuais, aumentando de 58,9%, em 2005, para 73,7%, em 2014. Passou, portanto, de 2.106.316 concluintes em 2005 para 2.596.218, em 2014.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Professores Olímpicos
Escute o recado da campeã olímpica de judô, Sarah Menezes. Respeite os seus professores. São eles que vão te ajudar a ser um campeão na vida!
Inscrições para o FIES começam dia 15 de julho
O resultado dos estudantes pré-selecionados e os que estão na lista de espera já está disponível no site fiesselecao.mec.gov.br
Mais recursos para programas de Educação Básica e Superior
O MEC liberou R$ 45,95 milhões para o pagamento de 78,3 mil bolsas em diversos programas e ações da educação básica e superior
Escute o recado da campeã olímpica de judô, Sarah Menezes. Respeite os seus professores. São eles que vão te ajudar a ser um campeão na vida!
Professores Olímpicos
O resultado dos estudantes pré-selecionados
e os que estão na lista de espera já está disponível no site fiesselecao.mec.gov.br
Inscrições para o FIES começam dia 15 de julho
O MEC liberou R$ 45,95 milhões para o pagamento de 78,3 mil bolsas em diversos programas e ações da educação básica e superior
Mais recursos para programas de Educação Básica e Superior

Últimas imagens

O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, durante ato de assinatura de autorização para criar mais de 75 mil bolsas do Fundo de Financiamento Estudantil
O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, durante ato de assinatura de autorização para criar mais de 75 mil bolsas do Fundo de Financiamento Estudantil
Foto: Marcos Corrêa/PR
Os benefícios previstos aos programas são mensalidade, seguro-saúde, auxílio deslocamento, auxílio instalação e adicional localidade, quando for o caso
Os benefícios previstos aos programas são mensalidade, seguro-saúde, auxílio deslocamento, auxílio instalação e adicional localidade, quando for o caso
Foto: UnB Agência
Repasse é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino
Repasse é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino
Foto: Geyson Magno/MEC
Fugir do tema, desrespeitar direitos humanos e escrever em uma tipologia diferente da solicitada estão entre os motivos para anulação da nota
Fugir do tema, desrespeitar direitos humanos e escrever em uma tipologia diferente da solicitada estão entre os motivos para anulação da nota
Wilson Dias/Agência Brasil

Governo digital