Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2016 > 02 > Brasil diminui diferença entre ricos e pobres que concluem o Ensino Médio

Educação

Brasil diminui diferença entre ricos e pobres que concluem o Ensino Médio

Jovens

Diferença entre os dois grupos caiu de 62,3 pontos percentuais, em 2005, para 47,8, em 2014; números são da Organização Não Governamental "Todos Pela Educação"
publicado: 18/02/2016 10h45 última modificação: 26/02/2016 16h20
Divulgação/Agência Brasil Em dez anos, Brasil diminui diferença entre jovens mais ricos e mais pobres que concluem o ensino médio

Em dez anos, Brasil diminui diferença entre jovens mais ricos e mais pobres que concluem o ensino médio

Em dez anos, o Brasil diminuiu diferença entre jovens mais ricos e mais pobres que concluem o Ensino Médio. Em 2005, 18,1% dos jovens de 19 anos, entre os 25% mais pobres da população, concluíam o Ensino Médio. Entre os 25% mais ricos, a porcentagem chegava a 80,4%. Ou seja, havia uma diferença de 62,3 pontos percentuais entre os dois grupos. Em 2014, último dado disponível, o cenário mudou. Entre os mais pobres, 36,8% concluíam o Ensino Médio e, entre os mais ricos, 84,9%. A diferença entre os dois grupos ficou em 47,8 pontos percentuais. 

Os dados foram divulgados pela Organização Não Governamental "Todos Pela Educação", em análise feita com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A perspectiva é de redução de desigualdades. Esse dado é positivo. O Brasil está aumentando os índices e reduzindo as desigualdades”, diz a superintendente do Todos Pela Educação, Alejandra Meraz Velasco.

Ensino Fundamental

A redução das diferenças entre os mais pobres e mais ricos ocorreu também no Ensino Fundamental. Em 2005, dos jovens de 16 anos entre os 25% mais pobres da população, 38,8% concluíram o Ensino Fundamental. Entre os 25% mais ricos, a porcentagem era 90%. A diferença entre os dois grupos era 51,2 pontos percentuais. Em 2014, entre os mais pobres a taxa de conclusão saltou para 62,7% e, entre os mais ricos, 92,2%, uma diferença de 29,5 pontos percentuais.

De modo geral, os dados mostram que, nos últimos dez anos, o Brasil avançou 15,4 pontos percentuais na taxa de conclusão do Ensino Médio dos jovens de até os 19 anos. O percentual de concluintes passou de 41,4% em 2005 para 56,7% em 2014. Em números absolutos, isso significa que, nesse intervalo de tempo, os estudantes concluintes passaram de 1.442.101 para 1.951.586.

No Ensino Fundamental, a taxa de conclusão cresceu na mesma proporção que o Ensino Médio: quase 15 pontos percentuais, aumentando de 58,9%, em 2005, para 73,7%, em 2014. Passou, portanto, de 2.106.316 concluintes em 2005 para 2.596.218, em 2014.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Pnad aponta que 99% dos filhos de pais alfabetizados também são alfabetizados
Levantamento apresenta os principais indicadores sobre mobilidade sócio-ocupacional
Cerca de 77% da população apoia reforma do ensino médio
De acordo com pesquisa, proposta de ampliação das escolas de tempo integral é aprovada por 85% dos brasileiros
Pronunciamento do ministro da Educação, Mendonça Filho
Ministro destacou que governo federal tomou todas as providências para que tudo saia conforme o planejado
Levantamento apresenta os principais indicadores sobre mobilidade sócio-ocupacional
Pnad aponta que 99% dos filhos de pais alfabetizados também são alfabetizados
De acordo com pesquisa, proposta de ampliação das escolas de tempo integral é aprovada por 85% dos brasileiros
Cerca de 77% da população apoia reforma do ensino médio
Ministro destacou que governo federal tomou todas as providências para que tudo saia conforme o planejado
Pronunciamento do ministro da Educação, Mendonça Filho

Últimas imagens

As provas foram aplicadas em 418 locais em 165 municípios
As provas foram aplicadas em 418 locais em 165 municípios
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Para atuar como médico no Brasil, o profissional formado em instituições estrangeiras precisa revalidar o diploma
Para atuar como médico no Brasil, o profissional formado em instituições estrangeiras precisa revalidar o diploma
Divulgação/Governo de São Paulo
Os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília)
Os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília)
Marcos Santos/USP Imagens
As provas terão 6.757 atendimentos específicos e 2.928 atendimentos especializados
As provas terão 6.757 atendimentos específicos e 2.928 atendimentos especializados
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Manifestantes roubaram extintores de incêndio, cadeiras, bancos e computadores
Manifestantes roubaram extintores de incêndio, cadeiras, bancos e computadores
Foto: Ministério da Educação

Governo digital