Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2016 > 02 > Novas escolas no RS recebem R$ 4,1 mi de investimento federal

Educação

Novas escolas no RS recebem R$ 4,1 mi de investimento federal

Investimentos

As três novas escolas de Rio Grande, no litoral sul gaúcho, têm capacidade para atender 720 alunos entre zero e cinco anos de idade
por Portal Brasil publicado: 22/02/2016 16h44 última modificação: 02/03/2016 15h49
Foto: Governo do ES Juntas, as três instituições receberam investimento de quase R$ 7 milhões, sendo R$ 4,1 milhões do governo federal

Juntas, as três instituições receberam investimento de quase R$ 7 milhões, sendo R$ 4,1 milhões do governo federal

A Escola Municipal de Ensino Infantil Professora Débora Thomé Sayão, em Rio Grande, litoral sul do Rio Grande do Sul, foi inaugurada nesta segunda-feira (22), fruto de parceria entre o município e o governo federal. A unidade recebeu investimento de R$ 2,1 milhões, sendo R$ 1,3 milhão do governo federal por meio do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Outras duas escolas de educação infantil inauguradas em Rio Grande nesta segunda-feira  Professora Verenice Ferreira Gonçalves e Professora Nilza Alves Gonçalves  também contaram com recursos federais. Juntas, as três instituições receberam investimento de quase R$ 7 milhões, sendo R$ 4,1 milhões do governo federal.

"Essas escolas integram um conjunto de 11 que estão sendo construídas em Rio Grande, o que demonstra o grande empenho do governo federal, em parceria com o município, em oferecer espaços de educação de qualidade", afirmou o ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto.

Segundo a Secretaria de Educação do município, as escolas têm capacidade para atender 720 alunos entre zero e cinco anos de idade. Desse total, já foram disponibilizadas 600 vagas, que contribuíram para zerar a demanda por vagas na educação infantil para crianças de quatro e cinco anos no município.

O prefeito de Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer, aponta que essas parcerias vão além da educação infantil. “Com a entrega dessas escolas mais as previstas na área do Ensino Fundamental e a ampliação da Universidade Federal de Rio Grande, o governo federal demonstra uma preocupação com todos os níveis da educação.”

Fonte: Ministério do Trabalho e Previdência Social

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Base Nacional Comum Curricular alinha o Brasil aos melhores sistema educacionais do mundo
Com a mudança, o país se alinha aos melhores sistemas educacionais do mundo
Base Nacional Comum Curricular é homologada
Presidente Michel Temer homologou a Base Nacional Comum Curricular. Documento é considerado um avanço por especialistas em educação
Presidente Michel Temer sanciona lei do novo FIES
Uma das novidades é que recursos dos fundos constitucionais e de desenvolvimento vão ser destinados para os financiamentos estudantis
Com a mudança, o país se alinha aos melhores sistemas educacionais do mundo
Base Nacional Comum Curricular alinha o Brasil aos melhores sistema educacionais do mundo
Presidente Michel Temer homologou a Base Nacional Comum Curricular. Documento é considerado um avanço por especialistas em educação
Base Nacional Comum Curricular é homologada
Uma das novidades é que recursos dos fundos constitucionais e de desenvolvimento vão ser destinados para os financiamentos estudantis
Presidente Michel Temer sanciona lei do novo FIES

Últimas imagens

Mudanças no programa beneficiam quem mais precisa e garantem recursos para manter o financiamento estudantil
Mudanças no programa beneficiam quem mais precisa e garantem recursos para manter o financiamento estudantil
Arquivo/Agência Brasil
Encceja PPL
Arquivo/Agência Brasil
Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Foto: André Nery/MEC
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Foto: André Nery/MEC
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Reprodução/NBR

Governo digital