Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2016 > 03 > Pronatec terá 2 milhões de matrículas em 2016

Educação

Pronatec terá 2 milhões de matrículas em 2016

Ensino Técnico

Do total de vagas ofertadas para 2016, estão previstas 372 mil em cursos técnicos e 1,627 milhão em cursos de qualificação profissional
por Portal Brasil publicado: 09/03/2016 11h54 última modificação: 11/03/2016 10h55
Foto: Pref. de Arapiraca/AL Para possibilitar essa quantidade de matrículas e fortalecer o Pronatec, o MEC firmou uma parceria com as entidades do Sistema S

Para possibilitar essa quantidade de matrículas e fortalecer o Pronatec, o MEC firmou uma parceria com as entidades do Sistema S

A presidenta Dilma Rousseff anunciou, nesta quarta- feira (9), a oferta de 2 milhões de vagas para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) para este ano. A iniciativa governamental, criada em 2011, vai oferecer cursos técnicos e profissionalizantes nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, no Sistema S, além de escolas Estaduais e municipais. Do total de vagas ofertadas para 2016, estão previstas 372 mil em cursos técnicos e 1,627 milhão em cursos de qualificação profissional.

Para possibilitar essa quantidade de matrículas e fortalecer o Pronatec, o Ministério da Educação (MEC) firmou uma parceria com as entidades do Sistema S. Participam dessa parceria Senai, Senac, Senar, Senat e Sebrae. Outros ofertantes do programa são os institutos federais e as redes Estaduais e municipais.

Um dos destaques do programa em 2016 é o fortalecimento do Pronatec EJA (Educação de Jovens e Adultos): aqueles que, por algum motivo interromperam seus estudos, terão a oportunidade de participar do programa tendo seus conhecimentos, oriundos do trabalho e de experiências anteriores, valorizados e aproveitados ao longo dos cursos.

O Pronatec EJA se relaciona diretamente à meta 10 do Plano Nacional de Educação (PNE), que prevê, até 2024, a oferta de no mínimo 25% das matrículas de jovens e adultos nos Ensinos Fundamental e Médio, vinculadas à educação profissional.

Os estudantes do programa também poderão optar pelo e-Pronatec, que os permite estudar onde e quando preferir, de acordo com a própria disponibilidade. O aluno vai estudar por meio de plataformas digitais, simuladores, animações e outros métodos de aprendizagem na internet, na TV Escola e em demais canais educativos, ofertados principalmente pelos institutos federais e pelo Sistema S.

O Pronatec

Em geral, são oferecidos pelo Pronatec dois tipos de formação: cursos técnicos de maior duração, que variam de um ano e meio a dois anos, e cursos de qualificação profissional de curta duração, que vão de dois a três meses até seis meses.

Todos os cursos são gratuitos, e o aluno ganha a matrícula, os livros, o uniforme, o material para usar nas aulas práticas e até auxílio para alimentação e o transporte. Os cursos são divididos principalmente nas áreas da indústria, comércio, agricultura e transportes.

Dos beneficiados do Pronatec, 70% são jovens com até 29 anos, 60% são mulheres e um terço das matrículas é no Nordeste.

De 2011 a 2015, o Pronatec registrou 9,4 milhões de matrículas entre cursos técnicos e de qualificação profissional. Em 2015, foram 1,3 milhão de matrículas, sendo os cursos técnicos mais procurados: técnico em informática, técnico em segurança do trabalho e técnico em logística. Na parte dos cursos de qualificação profissional, os mais requisitados foram operador de computador, assistente administrativo e horticultor orgânico.

Fonte: Portal Brasil, com informações do  Ministério da Educação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Tema da redação do Enem é excelente, diz Mercadante
Segundo dia de prova do Enem 2015 exigiu que candidatos escrevessem sobre situação da violência contra a mulher no País
"Tema da redação é bom para abrir os olhos das pessoas"
No segundo dia de provas do Enem, candidatos tiveram que fazer texto sobre violência contra a mulher; assunto foi aprovado pelos estudantes
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos
Segundo dia de prova do Enem 2015 exigiu que candidatos escrevessem sobre situação da violência contra a mulher no País
Tema da redação do Enem é excelente, diz Mercadante
No segundo dia de provas do Enem, candidatos tiveram que fazer texto sobre violência contra a mulher; assunto foi aprovado pelos estudantes
"Tema da redação é bom para abrir os olhos das pessoas"

Últimas imagens

Candidatos podem consultar vagas por instituição, por cidade ou por curso no site do Sisu
Candidatos podem consultar vagas por instituição, por cidade ou por curso no site do Sisu
Divulgação/EBC
Universidade vai oferecer 50 bolsas de incentivo em 53 cursos superiores de licenciatura e mestrado integrado
Universidade vai oferecer 50 bolsas de incentivo em 53 cursos superiores de licenciatura e mestrado integrado
Divulgação/EBC
Estudo sobre os Doutores Titulados no Exterior mostra que os doutores com diploma de universidades estrangeiras são mais valorizados pelo mercado nacional
Estudo sobre os Doutores Titulados no Exterior mostra que os doutores com diploma de universidades estrangeiras são mais valorizados pelo mercado nacional
Divulgação/EBC
Prouni oferece a estudantes de baixa renda bolsas de estudos integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior
Prouni oferece a estudantes de baixa renda bolsas de estudos integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior
Divulgação/EBC
Programas escolhidos são vinculados a instituição de ensino com programas recomendados pela Capes, com nota 6 ou 7
Programas escolhidos são vinculados a instituição de ensino com programas recomendados pela Capes, com nota 6 ou 7
Divulgação/MEC

Governo digital