Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2016 > 03 > Universidade da Madeira vai receber brasileiros pelo Enem

Educação

Universidade da Madeira vai receber brasileiros pelo Enem

Ensino Superior

Atualmente são 13 as instituições de Ensino Superior portuguesas a utilizar as notas do Enem
publicado: 15/03/2016 19h30 última modificação: 16/03/2016 15h04
EBC A UMa é uma instituição pública, fundada há 28 anos. Atende o arquipélago da Madeira e a zona Euro-Atlântica.

A UMa é uma instituição pública, fundada há 28 anos. Atende o arquipélago da Madeira e a zona Euro-Atlântica.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já protocolou diversos acordos com instituições portuguesas para ingressos de brasileiros que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta segunda-feira (14), foi a vez da Universidade da Madeira (UMa), que também vai aproveitar as notas do exame. 

“Temos o objetivo de apontar para mercados que tenham qualidade de ensino para os alunos. Neste caso, é o Brasil, colocando o Enem como porta de entrada”, disse o vice-reitor da UMa, José Manuel Rocha Teixeira Baptista.

Para o presidente em exercício, Carlos Eduardo Moreno, o Enem é uma fonte muito boa para selecionar estudantes. “Uma seleção nacional que tem de inscritos no País cerca de nove milhões, só resulta em qualidade. Ou seja, no final do exame, são selecionados os melhores participantes brasileiros para ingresso nas universidades,” ressaltou.

Madeira

A UMa é uma instituição pública, fundada há 28 anos. Atende ao arquipélago da Madeira e à zona Euro-Atlântica. Conta com cerca de 220 docentes, os quais cobrem mais de 18 áreas consolidadas. Situa-se na cidade do Funchal.

Mais informações podem ser obtidas no portal da universidade.

Fonte: Portal Brasil, com informações do MEC

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Fies terá 75 mil novas vagas no segundo semestre
Investimento total do Ministério da Educação será de R$ 450 milhões
Começam as inscrições para o ProUni neste ano
Edição 2016 do ProUni vai oferecer mais de 100 mil vagas. As inscrições começam na terça-feira (7) e podem ser feitas até dia 10 de junho
Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Investimento total do Ministério da Educação será de R$ 450 milhões
Fies terá 75 mil novas vagas no segundo semestre
Edição 2016 do ProUni vai oferecer mais de 100 mil vagas. As inscrições começam na terça-feira (7) e podem ser feitas até dia 10 de junho
Começam as inscrições para o ProUni neste ano
Governo autoriza liberação para 63 Universidades Federais e 41 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia
Universidades federais recebem mais de R$ 210 milhões em recursos

Últimas imagens

O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, durante ato de assinatura de autorização para criar mais de 75 mil bolsas do Fundo de Financiamento Estudantil
O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, durante ato de assinatura de autorização para criar mais de 75 mil bolsas do Fundo de Financiamento Estudantil
Foto: Marcos Corrêa/PR
Os benefícios previstos aos programas são mensalidade, seguro-saúde, auxílio deslocamento, auxílio instalação e adicional localidade, quando for o caso
Os benefícios previstos aos programas são mensalidade, seguro-saúde, auxílio deslocamento, auxílio instalação e adicional localidade, quando for o caso
Foto: UnB Agência
Repasse é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino
Repasse é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino
Foto: Geyson Magno/MEC
Fugir do tema, desrespeitar direitos humanos e escrever em uma tipologia diferente da solicitada estão entre os motivos para anulação da nota
Fugir do tema, desrespeitar direitos humanos e escrever em uma tipologia diferente da solicitada estão entre os motivos para anulação da nota
Wilson Dias/Agência Brasil
O prazo para as matrículas vai de 10 a 14 de junho.
O prazo para as matrículas vai de 10 a 14 de junho.
Arquivo/MEC

Governo digital