Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2016 > 11 > Fies e Prouni devem ser reformulados em 2017

Educação

Fies e Prouni devem ser reformulados em 2017

Ensino superior

Ministro da Educação, Mendonça Filho, diz que mudanças têm o objetivo de garantir saúde financeira e equilíbrio necessários
por Portal Brasil publicado: 28/11/2016 17h51 última modificação: 29/11/2016 10h39
Divulgação/EBC Anúncio foi feito em reunião com representantes da Associação Comercial de São Paulo, nesta segunda-feira (28)

Anúncio foi feito em reunião com representantes da Associação Comercial de São Paulo, nesta segunda-feira (28)

O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou nesta segunda-feira (28) que o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) serão reformulados em 2017. O objetivo é garantir sustentabilidade financeira e eficiência aos programas do governo de acesso à educação superior.

O anúncio foi feito em reunião com empresários e economistas que compõem o conselho da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Na ocasião, Mendonça Filho afirmou, ainda, que os programas serão mantidos no próximo ano e que o governo não pretende fazer qualquer modificação sem antes discutir as inovações com a sociedade. “Vamos enfatizar a sustentabilidade. São programas importantes para o País, que não podem ser usados para ganhos eleitorais”, reforçou o ministro.

Segundo Mendonça Filho, mudanças no Fies são necessárias para garantir saúde e o equilíbrio financeiro. “Dados publicados recentemente pelo Tribunal de Contas da União, projetam [para o Fies] um rombo estratosférico. Então, a gente precisa ter cuidado em preservar esse mecanismo importantíssimo de acesso ao ensino superior no nosso país”, enfatizou.

Educação profissional

A flexibilização do ensino médio e a valorização da educação profissional também foram temas abordados durante a reunião. Para Mendonça, o ensino médio é o grande gargalo da educação brasileira e precisa de reformas urgentes.

“Hoje temos 1,7 milhão de jovens que não estudam nem trabalham e mais de 1 milhão de jovens de 17 anos fora do ensino médio. O modelo atual afasta o estudante da escola”, afirmou. O ministro também defendeu a flexibilização do ensino médio, como forma de aumentar a permanência do jovem nas salas de aula.

“Hoje, o ensino médio tem um currículo fixo de três anos para qualquer estudante, o que propomos é que tenha flexibilidade para que o jovem siga o seu rumo de acordo com sua vocação e vontade”, disse.

Na educação profissional, Mendonça alertou que, no Brasil, apenas 8% dos jovens têm acesso à educação profissional enquanto fazem o ensino médio, número muito inferior a países mais desenvolvidos da Europa e da Ásia, que chegam a ter 40% dos jovens cursando o ensino técnico.

“O que norteia a reforma do ensino médio é a tese de uma base comum e de um itinerário formativo dentro das vocações do estudante”, disse.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Educação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Pnad aponta que 99% dos filhos de pais alfabetizados também são alfabetizados
Levantamento apresenta os principais indicadores sobre mobilidade sócio-ocupacional
Cerca de 77% da população apoia reforma do ensino médio
De acordo com pesquisa, proposta de ampliação das escolas de tempo integral é aprovada por 85% dos brasileiros
Pronunciamento do ministro da Educação, Mendonça Filho
Ministro destacou que governo federal tomou todas as providências para que tudo saia conforme o planejado
Levantamento apresenta os principais indicadores sobre mobilidade sócio-ocupacional
Pnad aponta que 99% dos filhos de pais alfabetizados também são alfabetizados
De acordo com pesquisa, proposta de ampliação das escolas de tempo integral é aprovada por 85% dos brasileiros
Cerca de 77% da população apoia reforma do ensino médio
Ministro destacou que governo federal tomou todas as providências para que tudo saia conforme o planejado
Pronunciamento do ministro da Educação, Mendonça Filho

Últimas imagens

Os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília)
Os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília)
Marcos Santos/USP Imagens
As provas terão 6.757 atendimentos específicos e 2.928 atendimentos especializados
As provas terão 6.757 atendimentos específicos e 2.928 atendimentos especializados
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Manifestantes roubaram extintores de incêndio, cadeiras, bancos e computadores
Manifestantes roubaram extintores de incêndio, cadeiras, bancos e computadores
Foto: Ministério da Educação
O MEC repassou à Polícia Federal imagens do circuito interno, vídeos feitos por servidores e fotos
O MEC repassou à Polícia Federal imagens do circuito interno, vídeos feitos por servidores e fotos
Rafael Carvalho/MEC
O MEC destacou-se por apresentar processos de planejamento com maior nível de maturidade
O MEC destacou-se por apresentar processos de planejamento com maior nível de maturidade
Isabelle Araújo/MEC

Governo digital