Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2017 > 04 > Avaliação da educação básica será feita em escolas públicas e privadas

Educação

Avaliação da educação básica será feita em escolas públicas e privadas

Ensino básico

A partir de 2018, todas as escolas que participarem da aplicação censitária terão o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica calculado
por Portal Brasil publicado: 20/04/2017 16h16 última modificação: 20/04/2017 17h36

O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) vai avaliar todas as escolas públicas e privadas, de zonas urbanas e rurais, com pelo menos dez estudantes matriculados em turmas regulares na 3ª série do ensino médio (ou 4ª série do ensino médio, quando esta for a série de conclusão da etapa).

A portaria foi publicada nesta quinta-feira (20), no Diário Oficial da União. As escolas públicas de zonas urbanas e rurais com dez ou mais estudantes matriculados em turmas regulares de terceiro, quinto e nono ano do ensino fundamental seguem fazendo as avaliações, como já ocorria.

Além desse público que fará a avaliação de forma censitária, serão consideradas amostras de escolas privadas, localizadas em zonas urbanas e rurais, com estudantes matriculados em turmas regulares de quinto e nono anos (quarta e oitava séries) do ensino fundamental e na terceira série do ensino médio. A amostra vai contemplar o Distrito Federal e os 26 estados brasileiros.

Adequação 

A partir de 2018, todas as escolas que participarem da aplicação censitária do Saeb e que cumprirem critérios determinados terão seu Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) calculado. O índice, que combina resultados do Censo Escolar e do Saeb, é divulgado a cada dois anos.

Com o encerramento da divulgação do Enem por escola, que apresentava dados estatisticamente inadequados para avaliação de sistemas de ensino e escolas, a população terá uma avaliação mais ajustada das instituições de ensino brasileiras.

O Saeb é obrigatório para as escolas públicas e facultativo para as escolas privadas. Todas as escolas públicas, portanto, terão seu Ideb calculado. Já as escolas privadas interessadas em ter o índice aferido deverão participar do Saeb. Para isso, será necessário assinar um Termo de Adesão e pagar uma taxa – apenas as escolas particulares – que varia de R$ 400 a R$ 4 mil, de acordo com o número de alunos.

Em até 30 dias, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Saeb, publicará uma portaria com a regulamentação completa para a edição de 2017, incluindo os procedimentos necessários para adesão das escolas da rede privada de ensino que desejarem participar do Sistema.

Desempenho 

Instituído em 1990, o Sistema de Avaliação da Educação Básica utiliza avaliações externas em larga escala para fazer um diagnóstico da educação básica brasileira e de fatores que podem interferir no desempenho do estudante, fornecendo um indicativo sobre a qualidade do ensino ofertado.

O levantamento produz informações que subsidiam a formulação, reformulação e o monitoramento das políticas públicas nas esferas municipal, estadual e federal, em busca da melhoria da qualidade, equidade e eficiência do ensino. O Saeb também fornece dados e indicadores sobre fatores de influência do desempenho dos alunos nas áreas e anos avaliados.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Educação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Estados irão oferecer 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral
Ministério da Educação autorizou que estados ofereçam cerca de 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral, no ciclo 2018-2020
MEC regulamenta para cursos superiores à distância
Medida busca expandir a oferta destes cursos com aumento qualitativo
Prazo para renovação do Fies termina 31 de maio
Prazo para renovação dos contratos semestrais do Fundo de Financiamento Estudantil foi prorrogado até a próxima quarta-feira (31)
Ministério da Educação autorizou que estados ofereçam cerca de 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral, no ciclo 2018-2020
Estados irão oferecer 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral
Medida busca expandir a oferta destes cursos com aumento qualitativo
MEC regulamenta para cursos superiores à distância
Prazo para renovação dos contratos semestrais do Fundo de Financiamento Estudantil foi prorrogado até a próxima quarta-feira (31)
Prazo para renovação do Fies termina 31 de maio

Últimas imagens

As instituições poderão oferecer exclusivamente cursos EaD, na graduação e na pós-graduação
As instituições poderão oferecer exclusivamente cursos EaD, na graduação e na pós-graduação
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Portaria com a lista dos cursos foi publicada no Diário Oficial da União
Portaria com a lista dos cursos foi publicada no Diário Oficial da União
Foto: Marcos Santos/USP
Agentes comunitários devem percorrer bairros à procura de crianças fora da escola e alertar plataforma
Agentes comunitários devem percorrer bairros à procura de crianças fora da escola e alertar plataforma
Mayke Toscano/Governo de Mato Grosso
BNCC vem sendo discutida desde 2015 em articulação e colaboração com estados, Distrito Federal e municípios
BNCC vem sendo discutida desde 2015 em articulação e colaboração com estados, Distrito Federal e municípios
Valdir Rocha/Governo de Alagoas
Público-alvo são profissionais de cidades com pouca estrutura e longe de centros de conhecimento
Público-alvo são profissionais de cidades com pouca estrutura e longe de centros de conhecimento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Governo digital