Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2017 > 04 > Ciência sem Fronteiras terá 5 mil bolsistas na pós-graduação

Educação

Ciência sem Fronteiras terá 5 mil bolsistas na pós-graduação

Intercâmbio

Programa encerrou as bolsas para graduação no edital de 2014; atual gestão garantiu recursos para manter 4 mil bolsistas remanescentes no exterior
por Portal Brasil publicado: 02/04/2017 18h11 última modificação: 03/04/2017 16h35
Ciência sem Fronteiras continua a funcionar como programa de internacionalização para mestrado, doutorado, pós-doutorado e atração de jovens cientistas

Ciência sem Fronteiras continua a funcionar como programa de internacionalização para mestrado, doutorado, pós-doutorado e atração de jovens cientistas

O programa Ciência sem Fronteiras (CsF) para a graduação terminou com o último edital de 2014, no governo da ex-presidente Dilma Rousseff. Nessa edição, ainda há bolsistas remanescentes no exterior e visitantes no Brasil. O número chega a 4 mil.

A atual gestão encontrou o programa com dívidas elevadas deixadas pelo governo anterior. Estudantes estavam no exterior sem recursos. A primeira e imediata providência da atual gestão foi garantir recursos financeiros para honrar os compromissos assumidos com os bolsistas no exterior, a fim de não prejudicá-los.

Em julho de 2016, após avaliação criteriosa da modalidade graduação, o Ministério da Educação (MEC) chegou à conclusão de que era alto o custo para manter os alunos estudando fora do País: eram 35 mil bolsistas de graduação a um custo médio no exterior de R$ 100 mil por ano, enquanto o custo anual da merenda escolar, por aluno, é de R$ 94.

Só em 2015, o Ministério destinou R$ 3,7 bilhões para manter o Programa Ciência Sem Fronteiras - o mesmo valor investido na merenda escolar de 39 milhões de alunos da Educação Básica no País.

Diante desse quadro, o Ciência sem Fronteiras permaneceu com foco na pós-graduação e está funcionando plenamente como programa de internacionalização para mestrado, doutorado, pós-doutorado e atração de jovens cientistas. 

Atualmente, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) mantém editais para bolsas de pós-graduação e pós-doutorado e estágio sênior no exterior. Em 2017, recebem bolsas cerca de 5 mil nessas categorias e discute novas estratégias de internacionalização e apoio à excelência nas universidades.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Educação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Educação é ferramenta para enfrentar a intolerância religiosa, diz secretário
Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo,cobrou o cumprimento da lei que determina ensinoda história e cultura afro-brasileira nas escolas
Cerca de 1,5 milhão de pessoas vão fazer Encceja
Provas serão aplicadas de manhã e de tarde em mais de 560 municípios
Inscrição e local de provas do Enem já podem ser verificados
Confira o calendário do Enem 2017. Inscrição e local da prova podem ser verificados no site do Exame
Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo,cobrou o cumprimento da lei que determina ensinoda história e cultura afro-brasileira nas escolas
Educação é ferramenta para enfrentar a intolerância religiosa, diz secretário
Provas serão aplicadas de manhã e de tarde em mais de 560 municípios
Cerca de 1,5 milhão de pessoas vão fazer Encceja
Confira o calendário do Enem 2017. Inscrição e local da prova podem ser verificados no site do Exame
Inscrição e local de provas do Enem já podem ser verificados

Últimas imagens

Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Provas serão aplicadas em 12 e 13 de dezembro em todo o País, em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Grau de dificuldade da prova é equivalente ao do Enem regular
Foto: André Nery/MEC
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Provas serão aplicadas em 19 de novembro, para público geral; e em 19 e 20 de dezembro para pessoas privadas de liberdade
Foto: André Nery/MEC
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Ministro da Educação participou de coletiva de imprensa neste domingo (12), quando foi dado balanço da aplicação
Reprodução/NBR

Governo digital