Você está aqui: Página Inicial > Educação > 2017 > 04 > Entenda o aumento no valor da inscrição do Enem

Educação

Entenda o aumento no valor da inscrição do Enem

Ensino Superior

Mesmo com a alta, a taxa de inscrição do Exame é R$ 63 reais mais barata que a taxa da Fuvest, o maior vestibular brasileiro
publicado: 19/04/2017 15h51 última modificação: 19/04/2017 21h49
Divulgação/Utramig Tradicionalmente, 70% dos participantes conseguem o direito à isenção do pagamento da taxa

Tradicionalmente, 70% dos participantes conseguem o direito à isenção do pagamento da taxa

A taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 no valor de R$ 82 é resultado de uma atualização monetária. O aumento, de aproximadamente 20%, tem duas origens: cerca de 6% são relativos ao índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de janeiro de 2016 a janeiro de 2017. Os demais 14% são referentes a correções do mesmo índice não aplicadas entre 2004 e 2014.

Mesmo com o aumento, a taxa de inscrição do Enem 2017 é R$ 63 reais mais barata que a taxa do maior vestibular brasileiro, o da Fuvest, que em 2016 custou R$ 145.

Por outro lado, fazer o Enem substitui a necessidade de fazer vários vestibulares, já que as notas do Exame são aceitas pelas principais instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. Veja o custo dos principais vestibulares brasileiros.

TAXA DE INSCRIÇÃO VESTIBULARES – Segundo Semestre 2016

Vestibular

Valor da Inscrição

USP (Fuvest)

R$ 145

Unicamp

R$ 150

Unesp

R$ 155

PUC-RJ

R$ 170

PUC-RS

R$ 100

UnB

R$ 120

Enem

R$ 68

Por 10 anos, o valor da inscrição do Enem permaneceu em R$ 35, apesar das constantes variações dos preços de mercado e reajustes inflacionários de taxas de vestibulares, além do aumento dos custos com o Exame, que introduziu novos recursos de segurança.

Apesar do aumento, o valor cobrado não cobre o que o governo gasta com cada participante que faz o Enem. Em 2016, por exemplo, o custo operacional por pessoa foi de R$ 91,49, ou seja, R$ 23,49 a mais do que o valor cobrado na taxa de inscrição que, no ano passado, era de R$ 68. Além disso, tradicionalmente 70% dos participantes têm direito à isenção do pagamento da taxa.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Inep 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Estados irão oferecer 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral
Ministério da Educação autorizou que estados ofereçam cerca de 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral, no ciclo 2018-2020
MEC regulamenta para cursos superiores à distância
Medida busca expandir a oferta destes cursos com aumento qualitativo
Prazo para renovação do Fies termina 31 de maio
Prazo para renovação dos contratos semestrais do Fundo de Financiamento Estudantil foi prorrogado até a próxima quarta-feira (31)
Ministério da Educação autorizou que estados ofereçam cerca de 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral, no ciclo 2018-2020
Estados irão oferecer 257 mil novas vagas de ensino em tempo integral
Medida busca expandir a oferta destes cursos com aumento qualitativo
MEC regulamenta para cursos superiores à distância
Prazo para renovação dos contratos semestrais do Fundo de Financiamento Estudantil foi prorrogado até a próxima quarta-feira (31)
Prazo para renovação do Fies termina 31 de maio

Últimas imagens

As instituições poderão oferecer exclusivamente cursos EaD, na graduação e na pós-graduação
As instituições poderão oferecer exclusivamente cursos EaD, na graduação e na pós-graduação
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Portaria com a lista dos cursos foi publicada no Diário Oficial da União
Portaria com a lista dos cursos foi publicada no Diário Oficial da União
Foto: Marcos Santos/USP
Agentes comunitários devem percorrer bairros à procura de crianças fora da escola e alertar plataforma
Agentes comunitários devem percorrer bairros à procura de crianças fora da escola e alertar plataforma
Mayke Toscano/Governo de Mato Grosso
BNCC vem sendo discutida desde 2015 em articulação e colaboração com estados, Distrito Federal e municípios
BNCC vem sendo discutida desde 2015 em articulação e colaboração com estados, Distrito Federal e municípios
Valdir Rocha/Governo de Alagoas
Público-alvo são profissionais de cidades com pouca estrutura e longe de centros de conhecimento
Público-alvo são profissionais de cidades com pouca estrutura e longe de centros de conhecimento
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Governo digital