Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2010 > 09 > BNDES libera os primeiros empréstimos para estádios da Copa do Mundo

Esporte

BNDES libera os primeiros empréstimos para estádios da Copa do Mundo

por Portal Brasil publicado: 23/09/2010 11h40 última modificação: 28/07/2014 11h16
Marco Duwe e Class Schulirz Projeto para o novo estádio Fonte Nova, Salvador (BA)

Projeto para o novo estádio Fonte Nova, Salvador (BA)

Bahia, Mato Grosso e Ceará, cujas capitais estão entre as 12 cidades que irão sediar os jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014, são os primeiros estados que receberão recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). De acordo com anúncio feito na quarta-feira (22) pelo banco, os três estados receberão um total de R$ 1,068 bilhão.


O programa foi criado em fevereiro deste ano para financiar a construção ou reforma de estádios e tem dotação de cerca de R$ 4,8 bilhões, com limite de R$ 400 milhões por cidade-sede.


Para a Bahia serão repassados R$ 323,6 milhões. O financiamento será aplicado na demolição e reconstrução do estádio da Fonte Nova. O novo estádio terá capacidade para 50.273 espectadores e o prazo para conclusão da obra é dezembro de 2012.


No Ceará, o financiamento é para a reforma do estádio Castelão que terá capacidade para 66.500 torcedores. O empréstimo do banco é de R$ 351,5 milhões. As obras devem ser concluídas em dezembro de 2012.


Em Mato Grosso, o financiamento é de R$ 393 milhões. O projeto envolve a construção da Arena Multiuso Pantanal, em Cuiabá, com capacidade para 42 mil espectadores. O conceito do estádio permite que parte das arquibancadas seja removida ao final do certame e reinstalada em outros estádios ou empreendimentos, reduzindo a capacidade para 27 mil espectadores, com diminuição do custo de manutenção.


O empréstimo aprovado pelo banco para os três estados corresponde a 46% do investimento total no caso da Bahia, 75% no Ceará e 74% no Mato Grosso.


Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU

Governo digital