Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2011 > 05 > Olimpíadas vão estabelecer novo modelo de gestão pública, diz Meirelles

Esporte

Olimpíadas vão estabelecer novo modelo de gestão pública, diz Meirelles

por Portal Brasil publicado: 11/05/2011 11h05 última modificação: 28/07/2014 13h59

As Olimpíadas de 2016 vão estabelecer um novo modelo de gestão pública, ao promover a integração dos níveis municipal, estadual e federal de governo, afirmou na terça-feira (10) o presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), Henrique Meirelles. Ao participar do 9º Fórum de Liderança Latino-Americano, ele falou sobre as oportunidades e os desafios para fazer grandes obras de infraestrutura no País até as Olimpíadas.

“Será um esforço muito importante, porque vai exigir do setor público um novo paradigma de capacidade de organização, visando enfrentar desafios de todos os níveis de governo”, disse Meirelles, ex-presidente do Banco Central. “Todos esses setores têm que trabalhar juntos. É um momento extraordinário para que o Brasil possa desenvolver um novo modelo de gestão pública.”

O presidente da APO falou para uma plateia de grandes empresários latino-americanos. Segundo ele, as obras previstas até 2016 vão oferecer grandes oportunidades de negócios e investimentos. “A infraestrutura será a grande discussão da agenda nacional. A APO é um consórcio público dos três níveis de governo.”

De acordo com Meirelles, a APO vai cuidar dos problemas de infraestrutura no Brasil e no Rio de Janeiro, com vistas às Olimpíadas, nas áreas de transporte rodoviário e ferroviário. Além disso, acrescentou, a APO trabalhará para que sejam feitas melhorias nos setores aeroportuário, esportivo e hoteleiro.

Para exemplificar a magnitude e os desafios que o País enfrenta para grandes eventos internacionais, o ex-presidente do BC contou que só o congresso mundial dos membros do Rotary Club, que ocorrerá em São Paulo em 2015, deverá atrair 40 mil visitantes, praticamente esgotando a capacidade atual da rede hoteleira da maior cidade do País.

Indicado pela presidenta Dilma Rousseff para o comando da APO, Meirelles evitou se aprofundar mais nas análises sobre as Olimpíadas, alegando que ainda não está oficialmente no cargo, já que falta ser sabatinado no Senado, em data a ser definida.

 

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Tocha olímpica visita a Rota do Descobrimento na Bahia
Chama começou o dia na Rota do Descobrimento em ‎Eunápolis, passou por Itapetinga, a Cidade do Boi Gordo, e encerrou o dia em Vitória da Conquista
Ministro do Esporte visita instalações do Parque Olímpico da Barra da Tijuca
Leonardo Picciani visitou as instalações do Parque Olímpico da Barra da Tijuca, que já tem 88% das obras concluídas
Caio Sena conta como se prepara para Olimpíadas no Brasil
Conheça a história de Caio Sena. Aos 24 anos, o atleta de marcha atlética qualificado para as Olimpíadas Rio 2016, vive o sonho de disputar os jogos no Brasil.
Chama começou o dia na Rota do Descobrimento em ‎Eunápolis, passou por Itapetinga, a Cidade do Boi Gordo, e encerrou o dia em Vitória da Conquista
Tocha olímpica visita a Rota do Descobrimento na Bahia
Leonardo Picciani visitou as instalações do Parque Olímpico da Barra da Tijuca, que já tem 88% das obras concluídas
Ministro do Esporte visita instalações do Parque Olímpico da Barra da Tijuca
Conheça a história de Caio Sena. Aos 24 anos, o atleta de marcha atlética qualificado para as Olimpíadas Rio 2016, vive o sonho de disputar os jogos no Brasil.
Caio Sena conta como se prepara para Olimpíadas no Brasil

Últimas imagens

Popole Misenga e Yolande Mabika fugiram de conflitos na República Democrática do Congo em 2013 e tentam reconstruir a vida no Brasil
Popole Misenga e Yolande Mabika fugiram de conflitos na República Democrática do Congo em 2013 e tentam reconstruir a vida no Brasil
Divulgação/Brasil 2016
Centro Aquático de Deodoro é sede de treinos e competições nacionais e internacionais
Centro Aquático de Deodoro é sede de treinos e competições nacionais e internacionais
Divulgação/Ministério da Educação
Nadador Gustavo Borges tem quatro conquistas em olimpíadas: duas pratas em Barcelona, e nos 200 metros livres em 1996) e dois bronzes em 1996 e no revezamento em 2000
Nadador Gustavo Borges tem quatro conquistas em olimpíadas: duas pratas em Barcelona, e nos 200 metros livres em 1996) e dois bronzes em 1996 e no revezamento em 2000
Divulgação/Brasil 2016

Governo digital