Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2012 > 08 > Abertas inscrições para programa de voluntários da Copa do Mundo de 2014

Esporte

Abertas inscrições para programa de voluntários da Copa do Mundo de 2014

por Portal Brasil publicado: 21/08/2012 16h14 última modificação: 28/07/2014 16h59

Interessados podem se inscrever no site da Fifa para trabalhar no Mundial de 2014 e na Copa das Confederações de 2013

 

Estão abertas a partir desta terça-feira (21) as inscrições para o programa de voluntários da Copa das Confederações de 2013 e para a Copa do Mundo de 2014. Os interessados em trabalhar nos eventos esportivos já podem se cadastrar no site da Fifa. É necessário fazer um só cadastro para ambas as competições. O processo de seleção terá ainda entrevistas e treinamentos.

Os primeiros treinamentos serão online e começam em dezembro deste ano. Segundo Rodrigo Hermida, diretor de voluntariado do Comitê Organizador Local (COL), o treinamento à distancia é importante para atingir todas as partes do país e para estabelecer uniformidade das ações. Após a capacitação pela internet, haverá um treinamento presencial, em que as pessoas vão conhecer os locais de trabalho e terão instruções específicas.

Para participar, é necessário que o candidato tenha no mínimo 18 anos até 13 de Março de 2013. Serão 20 dias corridos de voluntariado, e cada turno de trabalho durará até 10 horas. Na hora de se inscrever, o interessado poderá escolher em qual evento quer trabalhar. São quatro opções: sorteio da Copa das Confederações, marcado para dezembro deste ano em São Paulo; Copa das Confederações, em junho de 2013; sorteio da Copa do Mundo da Fifa, previsto para o fim de 2013 na Costa do Sauípe na Bahia, e a Copa do Mundo, que ocorrerá em junho e julho de 2014.

O processo seletivo vai ser simultâneo para os quatro eventos. O período de inscrição será de no mínimo 15 dias, podendo ser encerrado ou prorrogado. A previsão é de que 7 mil voluntários atuem na Copa das Confederações, e 15 mil na Copa do Mundo. Ao se cadastrar, a pessoa pode informar a sua área de preferência, mas as vagas serão preenchidas conforme as ofertas e os perfis que cada atividade exige.

Pessoas com deficiência também podem ser voluntárias. Os dados fornecidos pelos interessados serão confidenciais e estarão sob responsabilidade do Comitê Organizador Local (COL). Serão realizadas verificações de antecedentes criminais de todos os interessados no trabalho. Todas as informações sobre o processo de inscrição serão disponibilizadas no site da Fifa e na página de cadastro de cada voluntário.

As áreas de atuação incluem serviços de transmissão, serviços de alimentação, transporte, protocolo, credenciamento, tecnologia da informação, operações de imprensa, hospitalidade, serviços médicos e competições. Algumas funções possuem requisitos específicos e necessitam de conhecimentos e habilidades determinadas.

O trabalho não terá remuneração, e os voluntários não terão ajuda de custo para hospedagem. O COL e a Fifa vão fornecer os uniformes, um auxílio para o deslocamento até o local de trabalho, desde que dentro da cidade-sede, e alimentação. A Fifa avisa que não serão dados ingressos para que os voluntários assistam aos jogos, e quem estiver trabalhando nos estádios não deverá ter tempo para conferir as competições. Nem todas as atividades exigirão o domínio do inglês ou outros idiomas, mas, em algumas, será um fator determinante para seleção.

A expectativa para o número de inscrições é grande, por isso, o cadastramento será feito pela Fifa, iniciando nesta terça-feira, e também pelo governo federal, no próximo mês. “[Será] um programa único de voluntariado, mas com duas dimensões: uma coordenada pela Fifa para áreas oficiais das competições e um segundo, estruturado pelo Governo Federal, visando atender aeroportos, áreas de fluxo, pontos turísticos nas cidades-sede e fan fests”, explicou o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes. Na esfera governamental, o número de vagas pode chegar a até 100 mil. 

 

Leia mais:

Forças Armadas atuarão na segurança da Copa e das Olimpíadas 

Brasil e Reino Unido ampliam parceria para organização de eventos esportivos e preparação de atletas

Porto do Rio receberá R$ 3 bilhões em investimento até 2016

Publicado edital de licitação para obras no Porto de Natal

 

Fonte:
Portal da Copa
Ministério do Esporte 
Fifa

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Iniciativa do Ministério da Defesa, em parceria com outros ministérios, leva para as crianças atividades esportivas, lazer e aulas de reforço no período do contra turno escolar
Programa Forças no Esporte comemora Dia das Crianças
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro

Últimas imagens

Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Rebeca Andrade é uma das ginastas do time feminino que representa o Brasil na competição
Foto: Danilo Borges/Ministério do Esporte
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU

Governo digital