Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2012 > 09 > Bola da Copa do Mundo de 2014 se chamará Brazuca

Esporte

Bola da Copa do Mundo de 2014 se chamará Brazuca

Mundial

Mais de um milhão de torcedores participaram da enquete que escolheu o nome da bola do Mundial de 2014
por Portal Brasil publicado: 03/09/2012 12h14 última modificação: 28/07/2014 16h59
Divulgação/Portal da Copa 77,8% dos mais de um milhão participantes da votação escolheram o termo Brazuca

77,8% dos mais de um milhão participantes da votação escolheram o termo Brazuca

A bola da Copa do Mundo de 2014 já tem nome: Brazuca.  O Comitê Organizador Local (COL), a Fifa e a Adidas, um dos patrocinadores oficiais do Mundial, revelaram nesse domingo (2) o resultado da votação para a escolha do nome da bola.

Esta foi a primeira vez que os torcedores puderam opinar sobre o nome da bola oficial, cujas opções eram: Bossa Nova, Brazuca e Carnavalesca. A enquete, que durou três semanas, teve mais de um milhão de participantes. Destes, 77,8% votaram no nome Brazuca; 14,6% preferiram Bossa Nova; e 7,6% dos internautas escolheram o nome Carnavalesca.

A lista de nomes foi inspirada em elementos da cultura brasileira e, segundo a federação, o termo escolhido - Brazuca - além de informal, é utilizado pelos brasileiros para descrever o orgulho nacional pelo estilo de vida do País, simbolizando emoção, orgulho e boa vontade, de forma semelhante à abordagem local ao futebol.

O secretário geral da Fifa, Jérôme Valcke afirmou estar feliz com a participação dos torcedores brasileiros na escolha do nome de um dos símbolos mais importantes do evento. “Tenho certeza que a bola Brazuca entrará para a história junto com outras famosas bolas de futebol da Copa do Mundo, como a Tango, utilizada em 1978 na Argentina, e a Azteca, que esteve em jogo em 1986 no México”.

Apesar de estar batizada, a bola ainda está sendo desenvolvida e testada pela empresa de material esportivo, Adidas, em vários clubes e federações. Sua apresentação será feita após a fase de testes.

Relembre os nomes das bolas das competições anteriores

África do Sul (2010) – Jabulani; Alemanha (2006) – Teamgeist; Japão e Coreia do Sul (2002) – Fevernova; França (1998) – Tricolore; Estados Unidos (1994) – Questra; Itália (1990) - Etrusco Unico; México (1986) – Azteca; Espanha (1982) - Tango España, e Argentina (1978) – Tango.

 

Mascote

A Fifa também lançou uma campanha interativa para que o público possa sugerir características brasileiras que possam ser incorporadas ao mascote oficial da Copa. Para isso, a fabricante de refrigerantes Coca-Cola desenvolveu um aplicativo para Facebook que permite o envio de textos, fotos ou vídeos com as sugestões. Veja o aplicativo.

Segundo site da federação, o primeiro mascote oficial apareceu na Copa do Mundo realizada na Inglaterra em 1966. O Willie era um leão vestido com as cores da bandeira do país-sede. O último mascote escolhido também foi um felino, o leopardo Zakumi, que foi escolhido para a edição da África do Sul.

Confira a lista de mascotes

Inglaterra (1966) - Willie (leão); México (1970) - Juanito (menino); Alemanha Ocidental (1974) - Tip e Tap (dois meninos); Argentina (1978) - Gauchito (menino jogador de futebol); Espanha (1982) - Naranjito (laranja); México (1986) - Pique (pimenta); Itália (1990) - Ciao (jogador montado com blocos de armar); EUA (1994) - Striker (cão); França (1998) - Footix (galo); Coreia do Sul/Japão 2002 - Ato, Kaz e Nik (figuras futuristas); Alemanha (2006) - Goleo VI e Pille (leão e bola falante); África do Sul (2010) - Zakumi (leopardo).

 

Fonte:
Ministério do Esporte
Portal da Copa
Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Daniel Dias, maior atleta paralímpico do Brasil, fala sobre sua carreira e a importância do Programa Bolsa Atleta para a sua sua trajetória no esporte
Daniel Dias fala sobre importância do Bolsa Atleta
Representantes do Governo Federal, da Rio 2016 e do Comitê Paralímpico Internacional comentam os resultados do País ao sediar os Jogos Paralímpicos Rio 2016
Representantes da Rio 2016 fazem balanço da Paralimpíada
Após a melhor campanha em quantidade de medalhas da história da delegação brasileira, os atletas da delegação nacional receberam uma homenagem do Comitê Paralímpico Brasileiro
Comitê Paralímpico faz homenagem a atletas

Últimas imagens

Na edição anterior, o time brasileiro liderou o quadro de medalhas com 209 pódios, sendo 102 de ouro
Na edição anterior, o time brasileiro liderou o quadro de medalhas com 209 pódios, sendo 102 de ouro
Divulgação/Prefeitura de Itajaí
Ainda no sábado (21), as oitavas de final contarão com outras três partidas
Ainda no sábado (21), as oitavas de final contarão com outras três partidas
Divulgação/CBHb
Uma das presenças que compõem equipe é a do armador direito, José Guilherme de Toledo
Uma das presenças que compõem equipe é a do armador direito, José Guilherme de Toledo
Divulgação/Conf. Brasileira de Handebol
O centro foi construído com recursos do ministério e integra a Rede Nacional de Treinamento
O centro foi construído com recursos do ministério e integra a Rede Nacional de Treinamento
Foto: Miriam Jeske/Brasil 2016
Nos Jogos Paralímpicos, todas as medalhas brasileiras foram conquistadas por atletas bolsistas
Nos Jogos Paralímpicos, todas as medalhas brasileiras foram conquistadas por atletas bolsistas
Foto: Washington Alves/Comitê Paralímpico

Governo digital