Você está aqui: Página Inicial > Esporte > 2012 > 11 > Atletas medalhistas em Londres serão embaixadores das Olimpíadas Escolares

Esporte

Atletas medalhistas em Londres serão embaixadores das Olimpíadas Escolares

por Portal Brasil publicado: 21/11/2012 11h58 última modificação: 28/07/2014 17h00
Exibir carrossel de imagens Divulgação / Governo do Estado de São Paulo Os jogos estimulam o interesse dos jovens em escolas de todo o País, que realizam etapas estaduais antes do evento nacional

Os jogos estimulam o interesse dos jovens em escolas de todo o País, que realizam etapas estaduais antes do evento nacional

Grandes talentos do esporte nacional estimulam a participação de estudantes que disputam 13 modalidades esportivas nas Olimpíadas Escolares

 

As Olimpíadas Escolares Cuiabá 2012 vão contar com 16 ídolos do esporte nacional, entre eles cinco medalhistas dos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Os participantes, selecionados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), vão atuar como Embaixadores dos jogos escolares deste ano. A competição tem início no próximo domingo (25), na capital do Mato Grosso.

As Olimpíadas Escolares reunirão cerca de quatro mil alunos/ atletas com idade entre 15 e 17 anos para a disputa de 13 modalidades (atletismo, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, taekwondo, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez).

Os campeões olímpicos Arthur Zanetti, da ginástica artística, e Sarah Menezes, do judô, já confirmaram presença na maior competição escolar do Brasil e transmitirão suas experiências aos jovens a nova geração. O premiado elenco selecionado pelo Comitê conta também com os medalhistas olímpicos em Londres, Alison (vôlei de praia), Yane Marques (pentatlo modernos) e Adriana Araujo (boxe).

Outros destaques do esporte brasileiro também servirão de modelo para os jovens que competirão em Cuiabá: Vanderlei Cordeiro (atletismo), Erika Souza (basquete), Ana Sátila (canoagem slalom), Luciano Pagliarini (ciclismo), Angelica Kvieczynski (ginástica rítmica), Lucila Viana da Silva e Maik Ferreira dos Santos (handebol), Tatiana Lemos (natação), Diogo Silva (taekwondo), Hugo Hoyama (tênis de mesa) e Anderson Rodrigues (vôlei).

“A dedicação ao esporte, que por muitas vezes fez com que os Embaixadores abrissem mão de outros interesses para treinar e competir, e a importância de se participar das competições sempre de maneira limpa são alguns dos conceitos passados por atletas em suas visitas às Olimpíadas Escolares”. comentou Edgar Hubner, gerente-geral de juventude e infraestrutura do COB e diretor-geral das Olimpíadas Escolares.

As Olimpíadas Escolares são organizadas e realizadas pelo Comitê Olímpico Brasileiro, correalizadas pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo e apoio da Prefeitura Municipal de Cuiabá e Governo do Estado de Mato Grosso.

 

Embaixadores das Olimpíadas

No Programa Embaixadores das Olimpíadas Escolares, ícones do esporte nacional, incluindo campeões olímpicos, mundiais e pan-americanos, vão ao encontro dos participantes da competição estudantil para compartilhar suas experiências e disseminar o espírito olímpico.

Em Cuiabá, os atletas farão uma série de atividades juntos aos estudantes participantes do evento, como palestras, demonstrações, cerimônias de premiação, atividades culturais, entre outras. O grupo de Embaixadores também visitará instituições de ensino públicas e particulares, proporcionando aos alunos da cidade-sede da competição momentos de aprendizado e de incentivo para que participem das atividades esportivas.

Os Embaixadores das Olimpíadas Escolares também despertam o interesse pela prática esportiva e divulgam os valores do esporte para os estudantes das cidades, que são sedes das etapas nacionais e não apenas para os participantes das competições.

 

Olimpíadas Escolares

As Olimpíadas Escolares visam a prática esportiva entre os jovens brasileiros, o retorno das disputas estudantis, e, principalmente promover a inclusão social dos jovens a partir do esporte. Além de revelar atletas que podem atingir índices olímpicos e demais competições de alto rendimento.

Os jogos envolvem escolas de todo o País, que realizam etapas estaduais antes do evento nacional. Diversas modalidades esportivas fazem parte do calendário, tais como futsal, basquete, vôlei, handebol, atletismo, judô, natação, tênis de mesa e xadrez.

Todos devem estar matriculados no Ensino Fundamental ou no Ensino Médio, tanto de escolas públicas ou privadas. Os custos e despesas com transporte, hospedagem e alimentação ficam a cargo dos organizadores do evento.

 

Fonte:
Ministério do Esporte
Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Governo promove inclusão social pelo esporte
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Publicação lançada no Rio de Janeiro discute os impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo. O livro, que reúne 145 autores de 70 universidades, será publicado em formato digital e oferecido gratuitamente
Publicação analisa impactos dos megaeventos no Brasil e no mundo
Cerca de 23 mil esportistas já foram patrocinados pelo programa do governo federal
Inscrições para o Bolsa Atleta terminam em 6 de setembro
Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) determina as diretrizes de programas
Governo promove inclusão social pelo esporte

Últimas imagens

Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Jogos Escolares são maior celeiro de atletas olímpicos do País
Foto: Rogério Vital/Ministério do Esporte
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Martins tornou-se o segundo brasileiro com mais medalhas em Universíades
Divulgação/CBDU
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Atleta terminou a prova com o tempo de 3m52s542
Divulgação/Federação Int. de Canoagem
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Henrique Martins, da natação, ficou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta – a décima medalha brasileira no torneio
Divulgação/CBDU
Tamires Crude garantiu o bronze na categoria até 57kg, e Eleudis Valentin, a prata na categoria até 52kg
Tamires Crude garantiu o bronze na categoria até 57kg, e Eleudis Valentin, a prata na categoria até 52kg
Arquivo/CBDU

Governo digital